1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Presidente do BB assumirá comando da Petrobras

Opção por Aldemir Bendine não é bem recebida pelo mercado financeiro, e ações da petrolífera caem nas bolsas de valores. Executivo é visto como próximo ao PT.

A Petrobras vai anunciar nesta sexta-feira (06/02) que o atual presidente do Banco do Brasil, Aldemir Bendine, será o substituto de Maria das Graças Fortes na presidência executiva da petrolífera.

A notícia, ainda não confirmada oficialmente, "vazou" e foi mal recebida pelo mercado financeiro brasileiro. O Conselho de Administração da empresa está reunido, em São Paulo, para definir tanto o presidente como a nova direção. O anúncio oficial deve ser feito às 17h30, após o fechamento do pregão.

Outro nome que deverá compor a direção da empresa é Ivan Monteiro, atual vice-presidente de Finanças do Banco do Brasil, segundo os jornais Folha de S. Paulo e O Estado de S. Paulo.

Bendine, de 51 anos, não é filiado a nenhum partido político, mas é visto como próximo do PT. Ele passou 32 anos no Banco do Brasil, tendo ocupado vários cargos na direção da empresa e assumido a presidência em 2009.

Para o analista Luis Gustavo Pereira, da Guide Investimentos, o perfil de Bendine sugere um presidente com vínculos políticos mais fortes do que o desejado pelo mercado financeiro, que esperava um nome mais voltado para o mercado.

Nomes como Murillo Ferreira, presidente de Vale, e José Carlos Grubisich, ex-presidente da Braskem, teriam sido melhor recebidos, afirmaram analistas ouvidos pela agência de notícias Reuters.

A notícia fez as ações da Petrobras na Bolsa de Valores de São Paulo caírem mais de 6%, levando o índice da Bovespa a um recuo de 1,1% no início da tarde. Em Buenos Aires, o índice Merval caía 0,37% no final da manhã, puxado pela queda de 5,1% nos papéis da Petrobras.

AS/rtr/afp/lusa

Leia mais