1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Presidente do Bayern desiste de recorrer e vai cumprir pena

Uli Hoeness anuncia também sua renúncia a todos os cargos no clube alemão. Ele foi condenado a 3 anos e meio da prisão por sonegação de impostos.

O presidente do Bayern de Munique, Uli Hoeness, anunciou nesta sexta-feira (14/03) que renuncia a todos os cargos que ocupa no clube e que não vai recorrer da sentença de 3 anos e meio de prisão por crime de evasão fiscal.

Com a surpreendente decisão, Hoeness, de 62 anos, passará a cumprir a pena numa prisão alemã nas próximas semanas. Nesta quinta-feira, ele foi condenado pela evasão fiscal de 28,5 milhões de euros, escondidos numa conta na Suíça.

"Depois de conversar com a minha família, decidi aceitar a sentença da corte de Munique", afirmou. "Pedi aos meus advogados que não apresentem uma apelação. Isso condiz com a minha ideia de decência, conduta e responsabilidade pessoal."

A promotoria do caso, no entanto, afirmou que, na semana que vem, vai considerar a possibilidade de apelar do veredicto, pedindo uma sentença de prisão mais longa, de 5 anos e meio.

"Sonegar impostos foi o maior erro da minha vida e agora assumo as consequências", afirmou Hoeness, que disse renunciar à presidência do Bayern de Munique para evitar danos ao clube.

Sucessão

Em meio à surpresa causada pela renúncia de Hoeness, a imprensa esportiva da Alemanha já começou a especular sobre seu futuro sucessor, que assumirá o controle de um dos principais clubes de futebol do mundo.

Entre os candidatos estariam o vice-presidente e atual diretor financeiro do clube, Karl Hopfner, e o ex-governador da Baviera Edmund Stoiber. Ambos fazem parte do conselho de administração do Bayern.

RM/afp/rtr/dpa

Leia mais