1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Futebol

Presidente do Bayern de Munique responderá a processo por sonegação fiscal

Tribunal acata denúncia contra o empresário, acusado de desviar 3,2 milhões de euros do fisco alemão. Processo está marcado para começar em março de 2014.

O presidente do Bayern de Munique, Uli Hoeness, será julgado por sonegação fiscal, anunciou nesta terça-feira (04/11) o Tribunal Regional de Munique, no sul da Alemanha. A corte divulgou ter acatado, sem reservas, a denúncia apresentada pela promotoria pública. O processo deve começar em 10 de março de 2014 e ter quatro audiências.

Hoeness, de 61 anos, disse ter ficado espantado com a decisão. "Estou muito surpreso que a autodelação por mim apresentada em 17 de janeiro até agora não tenha sido considerada pelas autoridades", declarou Hoeness. "Vou trabalhar duro com os advogados nos próximos meses para que meus argumentos convençam o tribunal."

Hoeness é acusado de sonegar 3,2 milhões de euros em impostos por meio de uma conta não declarada na Suíça. Ele mesmo se denunciou à Justiça, com a intenção de escapar de um processo, o que é previsto pela lei alemã. Mas a promotoria considerou a delação incompleta e apresentou denúncia.

O caso, que envolve um dos empresários mais conhecidos e bem sucedidos da Alemanha, deu início a um amplo debate sobre sonegação fiscal. O Bayern de Munique e seus patrocinadores Adidas, Volkswagen e Deutsche Telekom ficaram ao lado de Hoeness, que manteve seu cargo no clube.

A posição foi reforçada nesta segunda-feira (04/11), quando o conselho de administração do Bayern reiterou que Hoeness deve permanecer também no cargo de presidente do grêmio apesar do processo.

AS/rtr/sid/dpa/afp

Leia mais