1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Presidente da MobilCom cede à France Télécom e anuncia renúncia

Na briga em torno do UMTS, o pioneiro dos celulares na Alemanha dobrou-se diante da grande acionista francesa.

default

Em janeiro de 2001, Schmid demonstrava orgulhoso o UMTS a ser usado por sua empresa

Chegou ao fim a disputa entre o presidente da MobilCom, Gerhard Schmid, e a France Télécom, segunda maior acionista da empresa telefônica alemã. Schmid anunciou nesta terça-feira (26) que venderá sua participação, de 39,7%, a um grupo bancário.

Schmid acrescentou que se afastará da presidência, assim que houver vendido todos os papéis em seu poder, possivelmente até meados de abril. O empresário, de 49 anos, fundou a MobilCom em 1991, contando entre os pioneiros da telefonia móvel. Atualmente, a firma sediada em Büdelsdorf, no norte alemão, conta com 5700 funcionários.

Há semanas, Gerhard Schmid e a France Télécom, atualmente detentora de 28,5% das ações da empresa alemã, vinham discutindo sobre estratégias e financiamento para a implementação do sistema de banda larga UMTS ( Universal mobile telecommunications system) na Alemanha.

Recentemente, o presidente da empresa era o ultimato: caso a Télécom não liberasse os bilhões de euros que ele queria, ele se retiraria. Vitoriosa na queda de braço, o grupo francês anunciou que pretende manter-se com acionista minoritária. Acredita-se que seja uma estratégia para não sobrecarregar ainda mais seu balanço com as dívidas da MobilCom.

A renúncia de Schmid derrubou, nesta terça-feira, o preço das ações da MobilCom no Mercado Novo, após uma curva ascendente inicial.

Leia mais

Links externos