1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Presidente da Alemanha visita a África do Sul

Johannes Rau manteve encontro com o presidente Thabo Mbeki. Ambos confirmaram o interesse em fortalecer as relações comerciais entre os dois países.

Estreitar ainda mais o relacionamento entre a África do Sul e a Alemanha é a meta do presidente da Alemanha, Johannes Rau, que chegou a Pretória, capital administrativa sul-africana, nesta segunda-feira, para uma visita de quatro dias ao país.

"É um erro deixar a África do Sul de lado", declarou Rau, referindo-se à importância econômica do país. A Alemanha é responsável por 12,1% do comércio exterior da África do Sul, sendo um de seus mais importantes parceiros comerciais, segundo informações do Ministério sul-africano das Relações Exteriores. Por outro lado, cerca de 400 empresas alemãs possuem filiais ou representação na África do Sul.

O presidente da Alemanha viajou acompanhado por representantes do setor político, cultural e social. A programação de quatro dias prevê a visita a uma escola alemã em Pretória, ao Museu do Apartheid em Johanesburgo e também a uma instituição que trata de aidéticos, no sudoeste do país.

Ao chegar à capital sul-africana, Rau frisou a importância da adoção de medidas preventivas contra a proliferação da Aids, lembrando que a política adotada pelo presidente Thabo Mbeki representa um grande perigo para o continente. O presidente da África do Sul desencadeou uma série de polêmicas ao duvidar que a doença seja propagada pelo vírus HIV, tendo vetado, inclusive, programas anti-Aids.

Johannes Rau também expressou sua preocupação com a atual situação no Zimbábue. A constante ameaça da violação dos direitos humanos e a violência na região representam, segundo Rau, um perigo além fronteiras. Thabo Mbeki acentuou que a eleição prevista para março no Zimbábue deve transcorrer de forma pacífica e de acordo com as normas.

Durante um jantar oferecido pelo presidente da África do Sul ao presidente alemão e sua esposa, Rau enalteceu os esforços sul-africanos em contribuir "para que as pessoas no Zimbábue tenham a chance de participar de eleições democráticas e decidir o futuro político do país".

Desde os anos 80, Johannes Rau é membro de honra do partido do governo, o Congresso Nacional Africano. Ele permanecerá na África do Sul até quinta-feira, quando seguirá para a República do Mali.