1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Presidência da UE exige que Moscou proteja a embaixada da Estônia

Presidência da União Européia declarou-se "profundamente inquieta" com a crise entre Tallinn e Moscou e exortou a Rússia a proteger a embaixada estoniana, assim como o seu pessoal. Otan pede fim da ameaça à embaixada.

default

Protestos contra a embaixadora estoniana em Moscou

"A situação da embaixada da Estônia em Moscou é preocupante. A presidência da União Européia exorta expressamente a Rússia a respeitar os seus compromissos internacionais, protegendo o pessoal e o local da representação diplomática estoniana e assegurando seu acesso", diz um comunicado divulgado pela presidência da União Européia (UE), atualmente exercida pela Alemanha.

A porta-voz da Comissão Européia, Christiane Hohmann, disse em Bruxelas que uma delegação de embaixadores europeus pedira, "em solidariedade com a Estônia", para ser recebida pelo Ministério russo das Relações Exteriores com o intuito de manifestar para as suas preocupações ao governo em Moscou.

Também a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) exortou a Rússia a "encerrar imediatamente" as ameaças aos diplomatas estonianos em Moscou. Segundo uma declaração da aliança militar, a Otan está preocupada com a integridade física dos diplomatas.

A tensão aumentou entre a Estônia e a Rússia depois dos conflitos da semana passada causados pela retirada de um monumento dedicado aos soldados soviéticos, no centro da capital, Tallinn. (rw)

Leia mais