1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Premiê escocês anuncia renúncia

Principal líder da campanha pela independência, Alex Salmond afirma que deixará em novembro chefia do governo da Escócia e presidência de seu partido após derrota dos separatistas em referendo.

Principal líder da campanha pró-independência escocesa, Alex Salmond anunciou nesta sexta-feira (19/09) que renunciará como primeiro-ministro da Escócia e como presidente do Partido Nacional.

A decisão é tomada após os escoceses

rejeitarem em referendo

a sua independência do Reino Unido. Salmond está há duas décadas à frente do partido e chegou ao posto de premiê em 2007.

"O tempo está quase no fim para mim como líder, mas para a Escócia a campanha continua e o sonho nunca morrerá", disse o líder independentista, que dedicou grande parte de sua carreira política a buscar a separação escocesa do território britânico.

O anúncio significa que Salmond não tentará a reeleição na próxima conferência do partido, em novembro. Ele disse que, assim que seu sucessor foi definido, ele deixaria a chefia do governo escocês.

O político afirmou que a Escócia se beneficiará de uma nova liderança na fase de negociação com Londres. Ao reconhecer a derrota no referendo, ele pediu aos unionistas que cumpram seus compromissos de dar mais autonomia ao território escocês.

"Temos que pensar em tudo o que fizemos, porque isso levará adiante a Escócia como país", afirmou Salmond, que teve o referendo como seu grande projeto de governo.

Na quinta-feira os escoceses foram às urnas para decidir sobre a independência do território depois de 307 anos. A união com o Reino Unido foi mantida com 55,30% de apoio, contra 44,70% de votos a favor da separação. A eleição teve participação recorde de 84,6%.

CN/rtr/afp/lusa/ap/dpa

Leia mais