1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Preço dos computadores sobe com escassez de chips

O alto preço dos chips no mercado internacional está levando ao aumento do preço dos computadores no comércio.

default

A produção de chips não atende à demanda mundial

A questão é conhecida há vários anos: o futuro usuário compra o micro mais moderno que o seu bolso pode pagar e, pouco tempo depois, o aparelho não apenas está superado, mas também é vendido pela metade do preço. Ao que tudo indica, esta evolução terá um fim dentro em breve. Pelo menos no que se refere ao preço. A tendência atual é de aumento, em conseqüência da escassez e do alto preço dos chips no mercado.

A previsão dos especialistas é de um aumento médio de 10 a 15% no preço dos micros. O primeiro passo já foi dado pela Apple, cujo modelo "iMac" está sendo comercializado mundialmente com um acréscimo médio de 100 dólares por aparelho.

Também os computadores da Fujitsu-Siemens serão remarcados dentro em breve, confirma a porta-voz da empresa, Barbara Schädler: "Teremos um aumento de preço da ordem de dois até três por cento nos micros de mesa. O aumento dos notebooks será um pouco menor."

Maior demanda provoca o aumento

Como um dos principais componentes de qualquer computador ou aparelho eletrônico, os chips são determinantes para o preço de venda dos produtos finais. A grande demanda, sem um aumento correspondente do volume mundial de produção, fez com que o preço dos chips no mercado internacional aumentasse em quase 300% desde dezembro do ano passado.

Peritos alemães estão advertindo os compradores potenciais a que tomem cuidado, no futuro, com as ofertas muito vantajosas. A fim de evitar um aumento do preço de venda, algumas empresas montadoras de micros poderão lançar mão de componentes de má qualidade, compensando assim o maior custo dos chips.

É praticamente impossível prever se o aumento dos preços será ou não uma tendência duradoura, se os preços permanecerão em nível elevado ou se voltarão a cair. Na opinião do redator-chefe da revista especializada c't, Christian Persson, os chips manterão seu alto preço: "Contudo, os preços dos microprocessadores tendem a cair, em virtude da enorme concorrência no mercado mundial." Isto poderia, então, compensar o aumento dos chips.