1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Futebol

Príncipe da Jordânia anuncia candidatura à presidência da Fifa

Após derrota para Blatter na última eleição da entidade máxima do futebol, Ali bin al-Hussein volta a se candidatar. Em anúncio, príncipe critica concorrente Michel Platini.

Quatro meses após desistir de concorrer com Joseph Blatter à presidência da Fifa, o príncipe Ali bin al-Hussein, da Jordânia, anunciou nesta quarta-feira (09/09) a sua candidatura ao cargo máximo da entidade.

"Há dez meses, eu fui a única pessoa que se atreveu a desafiar Blatter na presidência da Fifa. Eu me candidatei, porque acredito que a Fifa precisa de mudanças. E, eu tive coragem para lutar por mudanças quando outros tiveram medo", afirmou Hussein, de 39 anos, ao anunciar a candidatura para a próxima eleição.

Em maio, o príncipe jordaniano foi adversário de Blatter na eleição para a presidência da entidade. No primeiro turno, ele obtivera 73 votos, contra 133 de Blatter, de um total de 206 votos válidos. Diante a iminente derrota, Hussein desistiu da realização do segundo turno e reconheceu a vitória do concorrente.

Hussein afirmou que deseja terminar o que ele começou na sua primeira candidatura, mas reconheceu que mudar a Fifa será uma tarefa difícil. O príncipe também criticou o presidente da Uefa,

Michel Platini

, ao afirmar que ele era protegido de Blatter, e ressaltou que o futebol precisa de um novo começo.

Hussein é o terceiro candidato de peso na corrida pela presidência da Fifa. Além dele, Platini e o bilionário sul-coreano

Chung Mong-Joon

formalizaram suas candidaturas. A eleição deve ocorrer no início de fevereiro de 2016.

CN/afp/rtr

Leia mais