1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Prêmio Europeu de Cinema vai para "Caché"

Co-produção de quatro países europeus, longa do diretor austríaco, com Juliette Binoche e Daniel Auteuil nos papéis principais, leva maior número de premiações em Berlim.

default

Michael Haneke: melhor direção

O longa Caché, do diretor austríaco radicado na França Michael Haneke ( A Professora de Piano, Código Desconhecido), recebeu na noite do último sábado (4/12) o maior número de premiações na cerimônia de entrega do Prêmio Europeu de Cinema.

Caché foi escolhido em seis categorias, entre elas melhor direção e melhor ator. O filme, uma co-produção da Alemanha, Áustria, França e Itália, havia sido premiado também no último Festival de Cannes pela melhor direção. O prêmio de melhor atriz, porém, não foi para as mãos de Juliette Binoche ( Caché), mas para Julia Jentsch, protagonista da produção alemã Sophie Scholl.

Abismos na sociedade francesa

O filme de Haneke trata da postura francesa em relação ao passado colonial na Argélia, ao contar a história de um apresentador de TV e sua família na França, que se vêem ameaçados ao receberem fitas de vídeo enviadas por um remetente anônimo.

Os abismos existentes na sociedade francesa e a falta de comunicação entre as gerações são refletidos através de uma discussão sobre o poder da imagem, simbolizado pelas fitas de vídeo que ocupam uma função central na narrativa.

Celebridades na cozinha

O ator Sean Connery, hoje com 75 anos, recebeu em Berlim uma estatueta por sua trajetória no cinema. Na entrada do salão onde foram entregues os prêmios, foi instalada uma enorme cozinha, onde várias celebridades cuidavam pessoalmente dos comes e bebes.

O diretor Wim Wenders, cujo filme Don't come knocking levou o prêmio de melhor fotografia, cuidava do salame; Pepe Danquart cortava as verduras e o diretor do Festival de Cinema de Berlim, Dieter Kosslick, assumiu a supervisão das panelas.

A idéia, segundo os organizadores, era simbolizar "a comunidade cinematográfica" européia. Mesmo que a cerimônia da premiação tenha tido, com exceção de Connery, quase só alemães circulando.

Leia mais