Prêmio Anja Niedrinhaus de Fotojornalismo retrata conflito de Darfur | Veja todo o conteúdo audiovisual publicado na mediateca | DW | 20.07.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Camarote.21

Prêmio Anja Niedrinhaus de Fotojornalismo retrata conflito de Darfur

A fotógrafa norte-americana Adriane Ohnesian levou o prêmio pela série de fotos sobre a guerra no Sudão e conta como é ser fotógrafa em zonas de conflito.

Assistir ao vídeo 04:50
Ao vivo agora
04:50 min

A fotógrafa norte-americana Adriane Ohnesian trabalha desde 2010 na África. No início de 2015, ela fez uma viagem extremamente arriscada para Darfur, no Sudão, e documentou em vídeos e fotos uma guerra esquecida.

Pela série de imagens, ela ganhou o prêmio Anja Niedrighaus voltado para coragem no fotojornalismo, dado pela IWMF, uma organização não governamental de jornalistas.

O nome do prêmio é uma homenagem a fotógrafa alemã ganhadora do Pulitzer de jornalismo Anja Niedringhaus. Ela foi assassinada em 2014, em uma barreira policial no Afeganistão. Niedringhaus havia fotografado por mais de 20 anos regiões em conflito e se sentia responsável pelas pessoas e pelas histórias que ela fotografava. Seja no Afeganistão, no Iraque ou na Líbia, ela tentava encontrar o lado humano durante as guerras.

Adriane Ohanesian segue esta mesma tradição e diz que o prêmio é um estímulo para seguir o caminho fotográfico dela. Adriane Ohanesian mora atualmente no Quênia.