1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Posse de armas será submetida a revisão na Finlândia

Governo finlandês anuncia revisão da lei que regula a posse de armas, após tiroteio em escola. Estudante que matou oito pessoas e se suicidou era sócio do clube de tiro ao alvo.

default

Tragédia anunciada na internet

O primeiro-ministro da Finlândia, Matti Vanhanen, anunciou que submeterá a lei que regula a posse de armas a uma revisão. A morte de oito pessoas em tiroteio numa escola, na quarta-feira, certamente influenciará o modo como as pessoas pensam sobre as armas de fogo, disse. Até agora Vanhanen sempre recusara um acirramento da legislação alegando a baixa taxa de criminalidade no país.

Porte de armas é facilitado

Segundo o Instituto Universitário de Altos Estudos Internacionais, de Genebra, 56% dos finlandeses possuem uma arma de fogo. É a terceira mais alta taxa no mundo, depois dos Estados Unidos e do Iêmen.

O estudante de 18 anos que cometeu uma chacina numa escola secundária em Tuusula, a 40 quilômetros de Helsinque nesta quarta-feira (07/11), havia obtido a permissão de posse de armas há menos de um mês de um clube de tiro ao alvo ao qual se associara.

A idade mínima para requerer permissão de posse e uso de armas na Finlândia é 15 anos. Uma recomendação da União Européia para elevar o mínimo para 18 anos havia gerado protestos do governo finlandês.

Vídeo na internet

O autor dos disparos havia anunciado sua intenção no portal YouTube, onde postou sob pseudônimo um vídeo intitulado "Massacre no Liceu Jokela 7 de novembro de 2007".

Finnland Flagge auf Halbmast Trauer nach Amoklauf

Bandeiras a meio mastro

No tiroteio de 20 minutos, morreram a diretora e uma enfermeira da escola, uma aluna e cinco alunos, segundo informações da polícia. O rapaz atirou em seguida contra a própria cabeça e morreu no hospital na última noite.

A escola permanecerá fechada nos próximos dias, devendo as aulas recomeçar apenas na próxima semana. O governo decretou luto nacional; em todos os edifícios públicos e em muitas casas particulares, as bandeiras estão hasteadas a meio mastro nesta quinta-feira. (lk)

Leia mais