1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Possível visita de presidente iraniano à Copa gera protestos

Ministro alemão diz que presidente do Irã pode ir à Copa, mas deputados afirmam que ele não será bem-vindo na Alemanha.

default

Mahmud Ahmadinedjah, aficcionado por futebol

A eventual visita do presidente iraniano à Alemanha para assistir aos jogos da Copa do Mundo está causando cada vez mais protestos no meio político. "O senhor [Mahmud] Ahmadinedjad deveria ficar em casa", disse o perito em política externa da bancada social-democrata no Parlamento alemão, Hans-Ulrich Klose.

O protesto vem dos mais diferentes partidos. O deputado federal Eduard Lintner (CSU) disse que "é preferível que ele [Ahmadinedjad] não venha". Max Stadler, perito do Partido Liberal em assuntos de segurança pública, disse que Ahmadinedjad "naturalmente não é bem-vindo, mas proibir sua entrada no país seria descabido".

O deputado Sebastian Edathy (SPD) classificou o presidente iraniano como "anti-semita da pior espécie", mas admitiu que não há possibilidade jurídica para impedir sua entrada no país. O vice-líder do Partido Verde, Hans-Christian Ströbele, disse que o governo lhe deveria sinalizar que ele não é bem-vindo à Alemanha.

O governo em Teerã informou no domingo (09/04) que a visita ao jogo Irã x México (11 de junho, em Nurembergue) – insinuada pela Federação Iraniana de Futebol – ainda não está confirmada. Berlim não quis comentar o assunto.

Iranianos exilados ameaçam realizar protestos na Alemanha, caso Ahmadinedjad compareça ao Mundial. "Queremos que ele seja levado ao banco dos réus por negar o Holocausto", disse o presidente da Liga de Defesa dos Direitos Humanos no Irã, Mahmoud Rafi, ao jornal Tageszeitung.

O presidente iriano tem negado o extermínio de judeus durante o nazismo na Alemanha. Schläuble disse que pretende abordar essas declarações do passado, caso Ahmadinedjad visite o país. Segundo o Ministério alemão das Relações Exteriores, o presidente do Irã não precisa de visto para ingressar na Alemanha.

Depois de 1978 e 1998, o Irã classificou-se pela terceira vez para uma Copa do Mundo. Na primeira fase do torneio, a equipe enfrenta o México (em Nurembergue), Angola (em Leipzig) e Portugal (em Frankfurt), pelo Grupo D.