1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Porto de Hamburgo em expansão contínua

O porto de Hamburgo é o número dois da Europa, só superado pelo de Roterdã, na Holanda. Mesmo na atual situação de crise econômica, o trânsito de mercadorias pelas docas hamburguesas não pára de crescer.

default

Navio desembarca contêineres no porto de Hamburgo

O governo de Hamburgo – uma das cidades-estado alemãs – gasta cerca de 100 milhões de euros (aproximadamente 325 milhões de reais) todos os anos para medidas de modernização e ampliação do porto local. Um investimento que vale a pena: apesar da baixa conjuntura econômica na Alemanha, o trânsito de mercadorias aumentou em média 8,6% no ano passado. O movimento de contêineres cresceu até mesmo em 10%.

O porto, com mais de 800 anos de história, está localizado no Rio Elba e ocupa uma área de 75 km², ou seja um décimo da superfície total de Hamburgo. Ele é composto de 60 docas grandes e pequenas, diversos terminais para contêineres, podendo receber simultaneamente mais de 300 navios para carga e descarga.

Localização e versatilidade

Dock am Hamburger Hafen

Doca no porto de Hamburgo

Enormes cargueiros com nomes exóticos atracam todos os dias em Hamburgo. Eles demonstram a situação geográfica ideal da cidade hanseática, como ponto de trânsito entre a Escandinávia e os países do Leste da Europa. Uma localização que torna o porto extremamente interessante para as empresas de ultramar – da América à Ásia. Nos últimos anos, o maior crescimento foi registrado no comércio com a China.

Mas segundo Fritz Wilhelm Jensen, responsável pelas Relações Internacionais do porto, não é somente a localização que torna Hamburgo tão importante. Também a versatilidade constitui um fator importante: "O porto de Hamburgo é um porto universal. Aqui transita quase todo tipo de bens comerciáveis. Só não há trânsito de gás liqüefeito sob pressão. Para isto não temos instalações. Mas, fora isto, temos equipamentos de carga e descarga para todo tipo de mercadoria, sólida ou líquida, além de terminais para contêineres."

Porto marítimo e fluvial

Trockendock am Hamburger Hafen

Estaleiro no porto de Hamburgo

Todos os anos, o porto de Hamburgo é procurado por cerca de 12 mil navios cargueiros marítimos que sobem a foz do Rio Elba. Um número igual de barcaças fluviais provenientes do Alto Elba também atraca todos os anos na cidade hanseática, trazendo cargas do interior da Alemanha e dos demais países cortados pelo rio. Com tendência a aumentar.

O projeto Altenwerder deverá garantir uma expansão ainda mais rápida do maior porto alemão. No bairro de Altenwerder, no sudoeste do porto, está sendo construído o mais moderno centro de distribuição de mercadorias da Europa, numa superfície de 200 hectares, incluindo quatro cais com profundo calado-d'água para navios que transportam contêineres. Uma parte das instalações já começou a ser operada no ano passado.

Mesmo como segundo maior pólo industrial da Alemanha, Hamburgo continua atribuindo enorme importância ao seu porto: ele é o motor econômico e social de toda a região. Mais de 150 mil empregos estão direta ou indiretamente ligados a ele. Em Hamburgo ficam as sedes de mais de duas mil firmas de importação e exportação, além de um grande número de empresas técnicas e de prestação de serviços, cujo trabalho está diretamente ligado aos trâmites portuários.

Leia mais

Links externos