Porsche detém mais de 50% das ações da Volkswagen | Notícias e análises sobre a economia brasileira e mundial | DW | 06.01.2009
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Porsche detém mais de 50% das ações da Volkswagen

A Porsche ampliou para mais de 50% sua participação na Volkswagen e mantém sua meta de chegar a 75% em 2009. Negócio obriga montadora de carros esportivos a fazer oferta pela Scania.

default

Porsche será o próximo piloto da Volkswagen

A Porsche anunciou, na noite desta segunda-feira (5/1), que assumiu o controle majoritário da Volkswagen, maior fabricante de automóveis da Europa. Com a aquisição de mais ações, a participação na Volks passa a ser de 50,76%. Até então, a Porsche tinha o controle de 42,6%.

A negociação faz com que a Porsche, montadora que produz apenas 100 mil carros esportivos por ano, assuma o controle de uma instituição nacional alemã, que fabrica 5 milhões de carros por ano.

A montadora de carros esportivos também reafirmou que pretende ampliar a sua participação na Volkswagen para mais de 75% ainda em 2009, com o que espera obter total controle sob o grupo. Na Alemanha, os investidores minoritários que possuem 25% das ações de uma empresa podem bloquear decisões estratégicas.

Deutschland Volkswagen Scania Logo Kombo

Porsche terá também de assumir controle da sueca Scania

A Volkswagen tem, no entanto, uma lei especial que reduz esse percentual para 20%, que é o que o estado alemão da Baixa Saxônia, onde a indústria está localizada, possui. A Porsche conta com o apoio da Comissão Europeia para a revisão dessa lei, o que poderia garantir à fabricante de carros esportivos o controle total da Volks.

Com a aquisição de mais de 50% da Volkswagen, a Porsche é também obrigada pela lei sueca a fazer uma oferta pela Scania, fabricante de caminhões pesados da qual a Volkswagen é acionista majoritária. A Porsche alegou que não tem interesse estratégico pela Scania e, por isso, oferecerá o menor valor possível pelas ações da companhia sueca.

No ano passado, a Porsche já havia anunciado que compraria a Volkswagen, mas adiou os seus planos por causa do retrocesso do setor automobilístico com a crise financeira. Além disso, a empresa optou por esperar, pois as ações da VW decolaram devido às especulações do mercado financeiro.

Em 2007, a Volkswagen teve vendas totais de 109 bilhões de euros, enquanto a Porsche terminou o ano fiscal de 2006-2007 com 7 bilhões de euros em vendas. O sindicato IG Metall teme que, com a compra da Volks, haja cortes de funcionários. No entanto, a Porsche garantiu que isso não vai acontecer e declarou que seus investimentos na gigante do setor serão de longa duração.

Leia mais