1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Poroshenko diz que agora cessar-fogo na Ucrânia é "de verdade"

Presidente ucraniano destaca primeiras 24 horas sem soldados e civis mortos ou feridos. Líder reconhece, porém, que trégua ainda é frágil.

Após as primeiras 24 horas em sete meses sem incidentes militares na Ucrânia, o presidente Petro Poroshenko disse nesta sexta-feira (12/12) que um cessar-fogo "de verdade" está em vigor entre tropas governamentais e separatistas pró-Rússia no leste do país.

"Vocês não podem imaginar o quão importante isso é para mim. Esta é a primeira noite em que não temos nenhum soldado ucraniano morto ou ferido. Em que não temos nenhum civil morto ou ferido", disse o presidente durante uma viagem à Austrália.

Poroshenko destacou o dia de trégua na tentativa de reavivar o largamente violado acordo de cessar-fogo assinado em setembro último. No dia anterior, três solados haviam sido mortos e oito feridos, segundo um porta-voz militar.

Ukraine Kämpfe und Zerstörung 06.12.2014

Conflito no leste da Ucrânia já deixou mais de 4.300 mortos

O líder ucraniano admitiu que a trégua ainda é muito frágil. "São apenas 24 horas. Tudo é muito frágil", afirmou. "Mas peço que continuemos esse processo. E se estivermos unidos, iremos vencer, sem dúvida", disse Poroshenko, destacando que a paz deve ser atingida através do diálogo político, e não de meios militares.

O processo de paz tem sido observado de perto na Europa. As preocupações quanto ao apoio russo aos rebeldes separatistas levaram as relações entre a Rússia e o Ocidente ao pior nível desde o fim da Guerra Fria.

O conflito no leste ucraniano, iniciado em março, já deixou mais de 4.300 mortos e quase um milhão de deslocados internos.

LPF/ap/afp

Leia mais