1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Popularidade de Hollande dispara após atentados

Antes o presidente mais impopular do pós-Guerra, socialista vê sua aprovação saltar de 19% para 41%, segundo levantamento feito na semana posterior aos ataques terroristas.

A popularidade do presidente François Hollande subiu 21 pontos percentuais depois dos recentes ataques terroristas na França. Segundo levantamento do instituto Ifop, realizado entre sexta-feira passada e sábado e divulgado nesta segunda (19/01), o presidente chegou a 40% de aprovação na semana posterior aos ataques jihadistas que deixaram 17 mortos no país.

Hollande já foi o presidente mais impopular do pós-Guerra na França. O nível de aprovação do chefe de Estado havia caído de forma contínua desde maio de 2012, quando era de 65%. Em dezembro passado, recuou para menos de 20%.

"Esse é um fenômeno raro", afirmou o especialista Frédéric Dabi, do Ifop. Segundo ele, trata-se da recuperação de popularidade mais rápida desde que o ex-presidente François Mitterrand reconquistou 19 pontos percentuais, durante a guerra do Golfo de 1991.

Hollande reagiu de forma rápida aos atentados, mostrando liderança na marcha de solidariedade convocada por ele mesmo e que reuniu mais de 1 milhão de pessoas em Paris, no dia 11 de janeiro.

"Para os franceses, Hollande esteve à altura do desafio, respondeu às acusações de falta de liderança e de firmeza, vestiu o traje de presidente e colheu a recompensa", disse o subdiretor-geral de Ifop France, Frédéric Dabi, à Reuters TV.

A popularidade do primeiro-ministro francês, Manuel Valls, subiu 17 pontos percentuais, chegando a 61%. É a melhor marca dele desde que assumiu o cargo.

AS/afp/dpa/rtr

Leia mais