1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Ponte se vinga de ex-clube e Pletsch vai para seleção da rodada

Zagueiro do Borussia Mönchengladbach não deu espaço para Élber e Pizarro. Róbson Ponte abriu vitória sobre Bayer Leverkusen. Marcelinho Paraíba salva Hertha Berlim de vexame. Paulo Rink fez sua melhor partida.

default

Marcelo Pletsch (à direita) foi eficiente na marcação a Élber

Marcelo Pletsch foi o único brasileiro escalado pela revista Kicker para a seleção da 18ª rodada do Campeonato Alemão. Não que o zagueiro do Borussia Mönchengladbach tenha feito uma exibição excepcional contra o Bayern de Munique, mas numa rodada de partidas fracas, somente o zagueiro argentino Matellan, do Schalke, obteve nota maior do semanário esportivo. Pletsch atuou com eficiência na bem armada retranca do Borussia e ajudou a manter inofensivos os adversários Élber e Pizarro.

Notas melhores que o zagueiro ganharam os atacantes Paulo Rink (Nürnberg), Éwerthon (Borussia Dortmund) e Róbson Ponte (Wolfsburg). Eles mostraram serviço a seus clubes neste meio de semana. Rink fez inclusive sua melhor apresentação pelo Nürnberg. Mesmo assim, os três brasileiros ficaram de fora da seleção da Kicker devido à grande concorrência para as duas vagas do ataque.

A revista preferiu Bode (Werder Bremen), que fez um gol espetacular contra o Freiburg, e Maric (Wolfsburg), que marcou dois contra o Bayer Leverkusen, além de ter criado a jogada que resultou no gol de Róbson Ponte. O croata Maric é a grande sensação do momento do futebol alemão. Ele balançou as redes adversárias duas vezes em cada uma das últimas quatro partidas de seu time.

Róbson Ponte – Para o atacante brasileiro, abrir com seu gol o caminho da vitória sobre o Bayer Leverkusen teve um significado especial. "Não tive sentimento de vingança, mas fazer um gol contra o ex-time deu um gostinho extra, já que não tive muita chance lá", declarou Ponte à Deutsche Welle. Na temporada passada, o jogador desentendera-se com alguns companheiros e fora encostado pelo então técnico Berti Vogts. Em meados do ano, foi vendido ao Wolfsburg.

"Estou jogando, o time vai bem, estou feliz", resume o atacante sua nova fase. Ele diz que não se assustou com o fraco início da equipe, que chegou a ocupar a lanterna da tabela. "O Wolfsburg contratou muitos jogadores novos e faltava entrosamento. Agora está tudo em ordem e podemos até brigar por uma posição mais alta na tabela", justifica o brasileiro. Seu time entra no recesso de inverno na nona colocação.

Quem também marcou foi Marcelinho Paraíba. O brasileiro fez o primeiro gol de empate do Hertha Berlim com o St. Pauli e depois armou a jogada do segundo gol que salvou seu time de uma vergonhosa derrota (2x2).

Campeonato Alemão 2001/2002 (Bundesliga)

Artilharia após a 18ª rodada

  • 10 gols – Amoroso (Borussia Dortmund) e Pizarro (Bayern de Munique)
  • 9 gols – Maric (Wolfsburg), Neuville e Ballack (ambos Bayer Leverkusen)
  • 8 gols – Élber (Bayern de Munique)
  • 7 gols – Marcelinho Paraíba (Hertha Berlim), Aílton (Werder Bremen), Klose (Kaiserslautern) e Kirsten (Bayer Leverkusen)
  • 6 gols – Éwerthon (Borussia Dortmund), Lincoln (Kaiserslautern) e outros
  • 5 gols – Róbson Ponte (Wolfsburg) e outros
  • 3 gols – Lúcio (Bayer Leverkusen), Vragel da Silva (Energie Cottbus) e outros
  • 2 gols – Cacau (Nürnberg), Zé Roberto (Bayer Leverkusen), Marcão (St. Pauli), Paulo Sérgio (Bayern de Munique) e outros
  • 1 gol – Ratinho (Kaiserslautern), Kuranyi, Adhemar (ambos Stuttgart) e Brasília (Energie Cottbus) e outros

    Artilheiros dos últimos campeonatos:

    • 2000/2001 – Sand (Schalke) e Barbarez (Hamburgo): 22 gols
    • 1999/2000 – Max (1860 Munique): 19 gols
    • 1998/1999 – Preetz (Hertha Berlim): 23 gols

Leia mais