1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Policial mata mais um jovem negro perto de Ferguson

Incidente ocorreu num posto de gasolina em cidade a poucos quilômetros de onde adolescente foi morto por policial branco, em caso que provocou protestos nos EUA. Houve confronto no local entre policiais e manifestantes.

default

Houve confronto no posto de gasolina após morte de jovem negro

Um policial matou a tiros na noite de terça-feira (23/12) um jovem negro num posto de gasolina em Berkeley, no estado americano de Missouri. A cidade, localizada próxima a Ferguson, foi cenário de violentos protestos nos últimos meses por causa do assassinato um adolescente negro por um policial branco.

De acordo com a polícia, o homem estava armado e apontou uma arma em direção ao policial quando este se aproximou do jovem e de outra pessoa, durante uma patrulha de rotina num posto de gasolina.

"Temendo pela sua vida, o agente fez vários disparos, atingindo o homem e ferindo-o mortalmente", disse o porta-voz da polícia do Condado de Saint Louis, Brian Schellman, num comunicado difundido no Twitter.

Entre 200 e 300 pessoas se reuniram no local do incidente e houve confrontos entre manifestantes e policiais. Algumas lixeiras chegaram a ser incendiadas e participantes lançaram tijolos e fogos de artifício contra os policiais, que responderam com spray de pimenta. Quatro pessoas foram presas e dois policiais ficaram feridos.

Cidade fica próxima de Ferguson

Berkeley fica a cerca de três quilômetros de Ferguson, onde em agosto passado um policial branco matou o adolescente desarmado Michael Brown, de 18 anos, num incidente que desencadeou protestos por todo o país.

O departamento de polícia do Condado de Saint Louis "está realizando uma investigação" sobre o incidente, segundo Schellman, que acrescentou que a arma do morto foi recuperada no local do incidente.

Polizei USA Missouri Berkeley Proteste

Quatro pessoas foram presas nos protestos em Berkeley

O porta-voz disse, ainda, que não pode divulgar a identidade da vítima, mas alguns meios locais identificaram-no como sendo Antonio Martin, de 18 anos.

A morte de Brown e de outros negros, vítimas de violência policial, causaram nos últimos meses indignação e protestos em massa nos EUA. Em vários casos, o julgamento dos autores foi impedido por chamados grandes júris, formados principalmente por juízes leigos brancos. Nos protestos em todo país, militantes exigiram uma reforma da Justiça.

Entre os mortos por violência policial contra negros estava Eric Garner, pai de seis filhos e que morreu em julho, em Nova York, após ser estrangulado por um policial. Garner estava, como Brown, desarmado – assim como o menino de 12 anos Tamir Rice, morto em novembro em Cleveland e que portava uma arma de brinquedo. Em novembro, Akai Gurley, também negro, foi morto a tiros pela polícia no Brooklyn.

MD/afp/dpa/rtr

Leia mais