1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Polônia e Equador lutam pelos três primeiros pontos

Segundo jogo do primeiro dia da Copa do Mundo não tem favoritos. A Polônia aposta em uma forte defesa; para o Equador até empate é bom.

default

Pelé aposta no Equador como segundo melhor do grupo A

O segundo jogo da estréia da Copa do Mundo ocorre em Gelsenkirchen, no Vale do Ruhr, entre Polônia e Equador. A partida, válida pelo grupo A, está marcada para as 21h desta sexta-feira (09/06). Não há favoritos, mas a Polônia vem com uma goleada de 12 a 0, na terça-feira (06/06) contra um time combinado alemão.

As duas seleções se encontraram apenas uma vez, em um amistoso no dia 13 de novembro de 2005, em Barcelona. Os gols de Tomasz Klos, Euzebiusz Smolarek e Sebastián Mila definiram a folgada vitória da Polônia por 3 a 0.

Para o ex-jogador brasileiro Pelé, o Equador será uma das surpresas da Copa 2006 e conquistará o segundo lugar do Grupo A, atrás da anfitriã Alemanha.

Defesa agressiva é tática polonesa

PAWEL JANAS

Técnico da Polônia mudou esquema de jogo e aposta em defesa

"Acho que é o tipo de defesa agressiva que será a melhor forma de derrotar o Equador", avalia o lateral esquerdo do time, Michal Zewlakow. A seleção comandada pelo técnico Pawel Janas costuma jogar no esquema 4-4-2, com o qual, durante a fase classificatória, marcou 27 gols. No entanto, um meio-campo defensivo, com o 4-5-1, será a nova tática.

A equipe contará com o time titular na partida de estréia. Os dois atletas que desfalcaram a equipe no amistoso contra a Croácia (vitória polonesa por 1 a 0), Jacek Bak e Jacek Krzynowek, estão recuperados de lesões e foram liberados pelo departamento médico. Bak vinha sofrendo com um forte resfriado nos últimos dias, enquanto Krzynowek não atuou contra os equatorianos por conta de um estiramento muscular.

"3 pontos não garantem nada ainda"

O colombiano Luis Fernando Suárez, técnico do Equador, reforçou que a vaga nas oitavas não é garantida apenas com 3 pontos em caso de vitória contra Polônia. "Não se consegue uma vaga só com três pontos. Restarão dois jogos, contra Costa Rica e Alemanha, que serão mais difíceis", disse o treinador, que não descartou o empate com os poloneses como um bom resultado. O treinador do Equador afirmou já ter definido o time titular para o jogo.

A recuperação do atacante Carlos Tenório significa que o Equador terá uma equipe em pleno estado físico para sua partida de estréia. O atleta sofreu uma contusão na panturrilha no último amistoso preparatório, diante da Macedônia na semana passada, em jogo que os sul-americanos perderam por 2 a 1.

Craque do Equador promete alegria

Fußball Luis Antonio Valencia neu beim FC Villarreal

Luis Antonio Valencia, do Equador, garante alegria para torcedores

Adversário da Alemanha na primeira fase da Copa do Mundo, o Equador promete grandes alegrias aos seus torcedores. Pelo menos é o que garante o meio-campista Antonio Valencia, 20 anos, em entrevista à DW-WORLD. "Particularmente tenho grandes expectativas quanto ao desempenho da seleção. Em especial porque todo o time se dedica ao máximo e dá tudo pelo seu país".

Quanto ao adversário, a Alemanha, ele diz que todos sabem da dificuldade que será a partida. "O jogo dos alemães é muito forte, rápido e explosivo. Nós, equatorianos, devemos estar cientes de que vamos jogar uma Copa do Mundo e completar a competição de maneira apropriada. Nós temos que ser capazes de desempenhar nosso melhor durante todo o torneio e não somente contra a Alemanha", afirma.

O jogador é considerado fundamental pelo técnico de sua equipe, Luis Fernando Suárez, e não hesita em afirmar: "Se continuarmos jogando bem como estamos, tenho certeza de que iremos longe na Copa do Mundo".

POLÔNIA x EQUADOR

Data: 09/06/2006 (Sexta-feira)

Local: Gelsenkirchen

Horário: 21h (16h de Brasília)

Árbitro: Toru Kamikawa (Japão)

Auxiliares: Yoshikazu Hiroshima (Japão) e Dae Young Kim (Coréia do Sul)

Polônia

Artur Boruc, Jacek Bak, Mariusz Jop, Michal Zewlakow, Marcin Baszczynski, Jacek Krzynowek, Arkadiusz Radomski, Miroslaw Szymkowiak, Radoslaw Sobolewski, Euzebiusz Smolarek, Maciej Zurawski

Técnico: Pawel Janas

Equador

Cristian Mora, Ulises de la Cruz, Ivan Hurtado, Giovanny Espinoza, Neicer Reasco, Edison Mendez, Edwin Tenorio, Segundo Castillo, Luis Antonio Valencia, Agustin Delgado, Carlos Tenorio (Ivan Kaviedes)

Técnico: Luis Fernando Suárez

Leia mais