1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Polícia investiga morte de refugiados dentro de caminhão na Áustria

Autoridades ainda não sabem número exato de mortos em tragédia, devido a estado de decomposição de corpos. Veículo foi visto em Budapeste um dia antes de ser encontrado em rodovia próximo à Viena.

A polícia austríaca acredita que até 50 migrantes podem estar mortos dentro do caminhão frigorífico encontrado nesta quinta-feira (27/08) em uma rodovia do país. Segundo as autoridades, a remoção dos corpos deve durar toda a madrugada, e, somente depois, será possível afirmar o número exato de vítimas da tragédia.

"Só então teremos certeza de quantas pessoas estavam dentro do caminhão", afirmou o diretor da polícia Hans Peter Doskozil e acrescentou que a dificuldade de se determinar o número exato se deve ao fato de que alguns corpos já estavam em decomposição. Os investigadores, porém, afirmam que pelo menos 20 pessoas morreram na tragédia.

A investigação descobriu que os refugiados faleceram há dois dias. A polícia não confirmou a causa da morte dos migrantes. Doskozil disse que autopsia revelará o motivo de morte de cada caso. Segundo a imprensa local, eles teriam morrido asfixiados.

O veículo, com placa húngara e propaganda de uma empresa da Eslováquia, foi localizado estacionado em uma rodovia a cerca de 50 quilômetros ao sudeste de Viena, próximo a fronteira com a Hungria. Autoridades afirmam que o caminhão foi visto nas imediações de Budapeste na quarta-feira. Ele teria cruzado a fronteira com a Áustria durante a noite, afirmou Doskozil.

A polícia austríaca também tenta localizar os responsáveis pelo transporte ilegal dos migrantes, mas acredita que eles já tenham deixado o país. A Procuradoria da Áustria entrou em contato com autoridades húngaras para tentar esclarecer o caso.

CN/ dpa/afp/ap/rtr

Leia mais