1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Polícia faz balanço positivo do carnaval de Colônia

Número de denúncias de crimes sexuais aumentou em relação ao ano passado, passando de 21 para 51. Chefe da polícia avalia que reforço na segurança do Carnaval mais famoso da Alemanha trouxe bons resultados.

A polícia de Colônia, no oeste da Alemanha, contabilizou 51 denúncias de crimes sexuais durante os cinco dias de Carnaval, incluindo casos de estupro. O número é mais que o dobro dos 21 casos registrados em 2015, afirmou o órgão nesta terça-feira (09/02).

Para a polícia, o aumento se deve à maior presença de policiais nas ruas e também à uma maior disposição das vítimas para registrar queixas.

Entre os carnavalescos e as autoridades havia o temor de que o número de crimes sexuais aumentasse depois dos ataques do tipo ocorridos durante a festa de Ano Novo nas proximidades da Catedral de Colônia e da estação central de trens da cidade.

O chefe da polícia de Colônia, Jürgen Mathies, avaliou que os policiais trabalharam "muito bem". Segundo as autoridades, o número final ainda pode ser alterado com novas denúncias que devem chegar nos próximos dias.

De acordo com a polícia, os agentes tiveram que intervir mais do que ano passado, expulsando foliões que se envolveram em algum tipo de crime ou que tiveram mau comportamento – foram cerca de 1.300 expulsões, 800 a mais do que em 2015.

O número de pessoas mantida sob custódia policial dobrou em relação ao ano passado, subindo para 414, e 93 suspeitos de crimes foram detidos, o triplo do ano anterior.

O contigente de policiais nas ruas, cerca de 2.000, foi mais do que o dobro dos anos anteriores. O esquema de segurança também foi reforçado com a participação de agentes da polícia federal alemã. A prefeitura de Colônia também instalou um centro de apoio a mulheres vítimas de abusos no centro da cidade.

"O equilíbrio entre a maior segurança possível e a liberdade dos foliões foi bem sucedido", afirmou Wolfgang Wurm, presidente do Departamento de Polícia Federal de Sankt Augustin, cidade que integra a região administrativa de Colônia.

Cancelamentos

O principal inimigo do Carnaval alemão neste ano foi a tempestade Ruzica, que trouxe ventos de mais de 100 quilômetros por hora ao oeste do país.

Depois do alerta do Serviço Meteorológico Alemão, a parada Rosenmontag (Segunda-feira das Rosas) foi cancelada em Mainz e Düsseldorf. Em Colônia, os tradicionais desfiles ocorreram com restrições – cavalos, bandeiras e adereços grandes nos carros carnavalescos foram proibidos por medidas de segurança.

O Comitê de Carnaval de Düsseldorf informou nesta terça que decidiu transferir os desfiles da Rosenmontag para este sábado (13/02).

KG/dpa/rtr/ots

Leia mais