1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Polícia entrega caso sobre morte de jovem negro à promotoria

Autoridades terminam apuração sobre morte de Gray e revelam que viatura fez quarta parada, até então desconhecida. Promotora vai decidir se apresenta acusações. Protestos levam centenas às ruas de Baltimore.

A polícia de Baltimore anunciou nesta quinta-feira (30/04) que concluiu a investigação sobre a morte do jovem negro Freddie Gray e entregou o caso à promotora Marilyn Mosby, que vai decidir se apresenta acusações contra algum dos seis policiais envolvidos na prisão da vítima.

Durante o anúncio sobre a conclusão da investigação, o vice-comissário de polícia de Baltimore, Kevin Davis, afirmou apenas que a viatura que levou Gray até a delegacia fez uma quarta parada, até então desconhecida. Ele, porém, não deu mais detalhes sobre o que aconteceu.

As autoridades policiais evitaram dar maiores detalhes sobre o documento para não elevar a tensão nas ruas da cidade. Mesmo assim, algumas centenas de pessoas saíram às ruas de Baltimore para protestar antes do início do toque de recolher instituído das 22h até as 5h, horário local.

Gray morreu no último dia 19 de abril após sofrer graves lesões na coluna, em circunstâncias ainda não esclarecidas. Policiais teriam rodado com ele no carro durante 30 minutos, antes de chamar socorro médico.

Investigação independente

A promotora que recebeu o caso afirmou que vai incluir o relatório da investigação independente realizada pela promotoria. Mosby, que tomou posse em janeiro, disse também que sua equipe foi informada frequentemente pela polícia durante o decorrer da investigação.

"Não estamos contando apenas com as conclusões [da polícia], mas os fatos que a nossa investigação independente recolheu e verificou. Pedimos para o público ter a paciência e paz, e confiar no processo judicial", afirmou em nota.

Na quinta-feira, a agência de notícias Reuters, citando uma afiliada local da emissora americana ABC, afirmou que o pescoço de Gray foi quebrado ao ser batido na traseira da viatura policial. A televisão local noticiou que o ferimento na cabeça do jovem corresponde a um parafuso que seria do carro da polícia.

Na noite de quarta-feira, uma reportagem publicada pelo jornal The Washington Post revelou o depoimento de outro detido que dividiu o veículo com Gray.

Segundo o homem, separado por Gray por apenas uma divisória de metal, era possível ouvir o jovem se jogando contra as paredes da viatura policial. Para a testemunha, Gray estaria "tentando se machucar de forma intencional".

A morte de Gray se insere no debate nacional sobre o tratamento dado pela polícia dos Estados Unidos aos afro-americanos e se junta a tantas outras que a mídia do país vem revelando nos últimos meses envolvendo negros mortos por policiais brancos.

FC/rtr/ap/afp/efe

Leia mais