1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Brasil

Polícia do Rio ocupa favelas no Complexo do Caju e Barreira do Vasco

Segundo comando da operação, não houve disparo de tiros. Polícia agora realiza buscas por armas e drogas. Na área será instalada a 31ª UPP da cidade.

As forças de segurança do Rio de Janeiro começaram às 5h da manhã deste domingo (03/03) a ocupação de 13 favelas do Complexo do Caju e da comunidade Barreira do Vasco. As áreas ficam entre a zona portuária, a Linha Vermelha e a Avenida Brasil – principais vias de acesso à cidade.

A ação faz parte dos esforços de acabar com o domínio dos traficantes de drogas em várias regiões e aumentar a segurança para os moradores e os milhares de turistas durante a realização da Copa do Mundo de 2014 e das Olimpíadas de 2016.

Participam da ação mais de 1.300 policiais militares e 200 fuzileiros navais, contando com o apoio de helicópteros e 17 tanques blindados do Exército. Segundo informações da polícia, a ocupação ocorreu de maneira tranquila e nenhum disparo precisou ser efetuado. Não houve resistência por parte dos moradores.

Na região, onde vivem cerca de 20 mil pessoas, será instalada a 31ª Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Rio. Até lá, a área ficará sob o comando do Bope. Durante anos, as favelas foram dominadas por traficantes da facção Comando Vermelho.

Ainda assustados, os moradores receberam bem a ocupação por parte da polícia. "Acho isso tudo muito bom. Espero que a gente tenha mais segurança aqui, agora", comentou uma senhora de 77 anos, moradora do Caju, à agência de notícias AFP.

40 UPPs até 2014

Rio de Janeiro Polizei besetzt Favelas

Ocupação contou com carros blindados do Exército

A polícia agora realiza uma varredura na região, à procura de criminosos, armas, drogas e possíveis esconderijos. De acordo com a imprensa, nas primeiras horas de ocupação foram apreendidos 119 frascos de lança-perfume, sete radiocomunicadores, coletes à prova de balas, uma réplica de fuzil e material utilizado no processo de embalar drogas.

A polícia anunciou que o próximo alvo são as favelas vizinhas do Complexo da Maré, que passam pelo acesso ao aeroporto internacional Galeão e são atualmente fortemente controladas pelo tráfico de drogas e grupos de milícias.

O governo do Rio de Janeiro deu início à ocupação de favelas em 2008. Até agora, foram instaladas 30 UPPs, para as quais foram destacados 8 mil policiais. Nas áreas já ocupadas vivem 1 milhão de pessoas. O objetivo é chegar a 40 UPPs até 2014.

MSB/afp/lusa
Revisão: Augusto Valente

Leia mais