Polícia detém suspeito após ataque em Estocolmo | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 08.04.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Polícia detém suspeito após ataque em Estocolmo

Autoridades dizem que investigações apontam que preso é autor do atentado, mas não confirmam se suspeito, de 39 anos e do Uzbesquistão, é simpatizante do "Estado Islâmico". País reforça vigilância nas fronteiras.

A polícia sueca confirmou neste sábado (08/04) que o detido após o ataque realizado na véspera com um caminhão, no centro de Estocolmo, seria realmente o autor. Trata-se de um homem de 39 anos do Uzbequistão,. Não há confirmação oficial que ele seja simpatizante do "Estado Islâmico" (EI), como apontam alguns veículos de imprensa do país.

"Nada indica que detivemos a pessoa errada. Ao contrário disto, as suspeitas ficam mais evidentes na medida em que a investigação avança", afirmou Dan Eliasson, chefe da polícia nacional. "Mas ainda não podemos descartar o envolvimento de mais pessoas." A cúpula policial se negou a confirmar, no entanto, se o indivíduo confessou ser o motorista do caminhão roubado, quando chegou à Suécia e seus supostos motivos.

Eliasson acrescentou que a polícia está analisando um objeto encontrado no interior do caminhão, sem esclarecer se seria uma bomba de fabricação caseira que não chegou a explodir, como antecipou a emissora pública de televisão SVT, citando fontes policiais.

Assistir ao vídeo 00:48
Ao vivo agora
00:48 min

As primeiras imagens após ataque na Suécia

"Encontramos um dispositivo no veículo que não deveria estar ali. Se é uma bomba ou algum tipo de explosivo, nós não sabemos. Há investigações técnicas em andamento", afirmou Eliasson.

O chefe do serviço de inteligência da Suécia (SÄPO, na sigla original), Anders Thornberg, declarou durante a entrevista coletiva que o detido não figura em nenhum de seus registros, mas que, há um ano, o órgão recebeu informações sobre ele vindas do exterior que não puderam ser contrastadas.

A polícia também se recusou a oferecer detalhes sobre os mortos, já que sua identidade ainda não foi determinada. No ataque, quatro pessoas morreram e 15 ficaram feridas.

Um caminhão avançou ontem pouco antes das 15h00 (10h00 de Brasília) da sexta-feira sobre a principal rua de pedestres de Estocolmo e, após percorrer um trecho atropelando transeuntes, se chocou contra a entrada principal de uma conhecida loja de departamentos.

O caminhão de distribuição de cerveja, roubado minutos antes do atentado, foi rebocado durante a madrugada para ser analisado por peritos. A Suécia decidiu fortalecer os controles nas fronteiras nos próximos dias para impedir que "o autor e eventuais colaboradores possam deixar o país", segundo o ministro do Interior, Anders Ygeman.

FC/efe/afp/dpa/rtr

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados