1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Polícia detém dois suspeitos de ataques em Colônia

Argelino detido em Kerpen é acusado de abuso sexual e tentativa de assalto. Autoridades investigam se homem que se apresentou em Hamm é um dos suspeitos procurados.

default

Suspeitos aproveitaram réveillon para atacar mulheres nas imediações da estação central de Colônia

Um dia depois da divulgação de fotografias, a polícia alemã prendeu dois suspeitos dos ataques a mulheres na noite de réveillon em Colônia, anunciaram autoridades nesta quarta-feira (09/03). Um jovem de 26 anos foi localizado em Kerpen, que fica a cerca de 30 quilômetros de Colônia, e um homem de 31 anos se apresentou à polícia em Hamm e disse ser um dos procurados.

O jovem foi encontrado em Kerpen após denúncias vindas da população, afirmou o procurador Ulrich Bremer. A promotoria pedirá um mandado de prisão contra o suspeito, um argelino, que é acusado de abuso sexual e tentativa de roubo. Ele teria participado dos ataques a mulheres em frente à estação central de Colônia.

Assistir ao vídeo 02:33

Indignação entre migrantes norte-africanos em Colônia

A polícia investiga ainda se o homem de 31 anos que se apresentou em Hamm, a cerca de 120 quilômetros de Colônia, está envolvido nos ataques. A polícia divulgou na terça-feira as primeiras fotografias de cinco suspeitos de terem participado nos crimes cometidos na noite de Ano Novo. Algumas das imagens foram feitas por vítimas.

Mais fotografias de suspeitos foram divulgadas posteriormente, mas de pessoas acusadas de violar a lei de posse de armas. Dois homens teriam disparado tiros para o alto, com uma arma não identificada, em frente à estação central de Colônia. "É pura sorte que ninguém ficou ferido", afirmou a polícia.

Investigadores pediram ainda a testemunhas que se apresentem às autoridades. Uma série de assaltos e ataques sexuais a mulheres foi registrada nas imediações da estação central de trens de Colônia durante a noite de réveillon. Segundo a polícia, homens se dividiram em pequenos grupos para realizar os ataques.

De acordo com a Promotoria Pública de Colônia, mais de 1,1 mil ocorrências referentes ao caso já foram registradas, e 13 acusados de participar dos ataques estão em prisão preventiva.

CN/dpa/epd

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados