1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Polícia alemã prende sete suspeitos de ligação com ataques em Paris

Duas mulheres e um homem estrangeiros e quatro outras pessoas são detidas em Aachen por suspeita de envolvimento em atentados na capital francesa. Cidade no leste da Alemanha fica próxima à fronteira com a Bélgica.

A polícia alemã prendeu nesta terça-feira (17/11) sete pessoas na cidade de Aachen, no oeste da Alemanha, sob suspeita de envolvimento nos ataques que deixaram 129 mortos e mais de 350 feridos em Paris.

"Nós recebemos pistas de que um dos procurados por envolvimento no atentado em Paris possivelmente estaria na nossa área", afirmou um porta-voz da polícia.

Pela manhã, um homem e duas mulheres foram presos em frente à agência pública de emprego em Alsdorf, no distrito de Aachen. Os três detidos são estrangeiros. A polícia, no entanto, não revelou mais detalhes sobre a identidade do trio, que está sendo interrogado.

Segundo o site de notícias alemão Spiegel Online, o procurado Salah Abdeslam, de 26 anos, não está entre os três detidos pela manhã. A denúncia para as prisões partiu de uma vendedora de um mercado que disse à polícia ter reconhecido Salah no grupo.

Depois das primeiras detenções, forças especiais da polícia prenderam outras quatro pessoas na cidade. As autoridades, porém, não divulgaram nenhuma informação sobre a identidade dos detidos.

Salah Abdeslam

Autoridades francesas e belgas emitiram um mandado internacional de apreensão para Salah Abdeslam, de 26 anos, irmão de Ibrahim Abdeslam, que participou dos ataques na Boulevard Voltaire e detonou seu colete de explosivos próximo ao café Comptoir Voltaire.

Salah alugou o Volkswagen Polo usado pelo grupo de terroristas que atacou o Bataclan, afirmou um policial. Ele nasceu na Bélgica, mas é cidadão francês.

Após os ataques, o suspeito chegou a ser abordado numa blitz rotineira perto da fronteira entre França e Bélgica, mas foi autorizado a seguir viagem, porque no momento da abordagem ainda não havia mandado de prisão emitido contra ele. Segundo a polícia, duas outras pessoas também estavam no carro.

Passagem pela Alemanha

Segundo o Ministério do Interior austríaco, Salah, que reside em Bruxelas, teria estado na Alemanha e na Áustria há cerca de dois meses. Autoridades austríacas divulgaram nesta terça-feira que o suspeito chegou, juntamente com outras duas pessoas, ao estado da Alta Áustria no dia 9 de setembro, vindo da Alemanha.

Aachen fica na tríplice fronteira da Alemanha com a Bélgica e a Holanda e está localizada a cerca de duas horas de carro de Bruxelas.

CN/rtr/afp/dpa/ots

Leia mais