1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Polícia alemã investiga 20 mil informações sobre Al Qaeda

O ministro do Interior, Otto Schily, diz que a Alemanha formou a maior comissão em sua história para investigar possíveis redes do terrorismo.

default

John Ashcroft à esquerda e Otto Schily à direita

Mais de quatro meses após os atentados terroristas nos Estados Unidos, houve uma distensão na questão de segurança na Alemanha, avaliou o ministro do Interior, Otto Schily, do Partido Social Democrático (SPD). "Podemos nos dar por satisfeitos ao constatar que não ocorreu nada do que se projetou nas hipóteses mais pessimistas de atos de terror", disse Schily, em entrevista ao jornal Münchner Merkur (edição de quarta-feira, 16). Ao mesmo tempo, não haveria, segundo ele, motivo para relaxar a vigilância.

Atualmente, cerca de 600 policiais estão investigando mais de 20 mil informações encaminhadas às autoridades sobre a rede terrorista Al Qaeda, do extremista islâmico Osama bin Laden. Trata-se, segundo o ministro, "da maior comissão de investigação da polícia, na história da República Federal da Alemanha." Ao expandir as atividades dos órgãos de segurança, o governo alemão teria aumentado a pressão sobre os grupos terroristas.

No entanto, Schily sabe que ninguém pode-se sentir plenamente em segurança em matéria de terrorismo e admite muitas incógnitas quanto à rede do Al Qaeda, seja na Alemanha ou no mundo. "Estamos fazendo de tudo para desvendar e desbaratar qualquer conexão", disse o ministro. Os êxitos obtidos na operação, contudo, não devem levar as autoridades a negligenciar as medidas de segurança.