1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Plano de evacuação entre grupos rivais é iniciado na Síria

Transferência de civis e combatentes entre rebeldes sírios e milícias pró-governo segue acordo mediado pela ONU que prevê um cessar-fogo humanitário nas principais zonas de combate no país árabe.

A evacuação de três cidades sírias e a realocação de mais de 450 combatentes e civis foi iniciada nesta segunda-feira (28/12), seguindo um raro acordo mediado pela ONU, com a participação da Turquia e do Irã. O pacto entre forças rebeldes e pró-governo visa a implementar um cessar-fogo nas duas principais zonas de combate no país árabe.

O acordo prevê a transferência de milhares de milicianos e civis, xiitas e sunitas, sob a supervisão do Comitê Internacional da Cruz Vermelha.

Um comboio libanês cruzou a fronteira da Síria para dar início à evacuação de um grande número de civis e combatentes de grupos de oposição ao regime do presidente sírio, Bashar al-Assad, em diversos vilarejos fronteiriços. Mais de 30 ambulâncias da Cruz Vermelha tomam parte na iniciativa, que visa, primeiramente, a remoção dos feridos.

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos, que monitora a situação no país, afirma que 129 civis e combatentes que estavam entrincheirados há meses no vilarejo de maioria sunita Zabadani, próximo à fronteira libanesa, serão encaminhados a Beirute e depois à Turquia, para, posteriormente, retornar às regiões sírias controladas pelos grupos de oposição.

Em troca, 338 civis poderão deixar as localidades de Foua e Kfarya, majoritariamente xiitas, atualmente sob controle de milícias pró-Assad. Eles serão transferidos para a Turquia e de lá, para Beirute ou outras regiões libanesas, ou ainda para Damasco e outras localidades na Síria.

Outra iniciativa semelhante, que envolveria a transferência de milhares de civis e jihadistas da região sul de Damasco, acabou sendo

adiada após a morte do líder rebelde Zahran Allouch

.

Ataques simultâneos em Homs

Syrien Bombenanschläge in Homs

Ataques a bomba em Homs deixam dezenas de mortos

Ao mesmo tempo em que as evacuações progrediam, ao menos 14 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas em dois ataques à bomba na cidade de Homs, segundo informações da imprensa síria.

"A contagem preliminar nas explosões simultâneas que atingiram o distrito de Al-Zahraa é de 14 mortos e 132 feridos", informou a emissora estatal de televisão. O local é majoritariamente composto por membros da minoria alauita, à qual pertence o presidente Assad.

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos diz que o número de mortos em Homs seria de 32, com 90 feridos. A região tem sido alvo de ataques frequentes nas últimas semanas.

RC/rtr/ap/afp/dpa

Leia mais