Pistorius é levado a hospital com cortes nos pulsos | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 07.08.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Pistorius é levado a hospital com cortes nos pulsos

Atleta sul-africano, acusado de matar namorada, cumpre pena de seis anos de prisão em Pretória. Ex-corredor paralímpico nega que tenha tentado suicídio.

Oscar Pistorius

Oscar Pistorius em tribunal em junho deste ano

O atleta sul-africano Oscar Pistorius, que cumpre pena de seis anos de prisão pelo assassinato de sua namorada, foi levado ao hospital com ferimentos nos pulsos, informou a mídia local neste domingo (07/08).

"Ele tinha graves cortes nos pulsos e os médicos enfaixaram os ferimentos", relatou ao jornal City Press um dos guardas de segurança do hospital de Pretória. O incidente ocorreu neste sábado.

Funcionários da prisão de Pretória Kgosi Mampuru II dizem ter encontrado facas na cela de Pistorius. Depois de ser atendido, o ex-corredor paralímpico foi escoltado novamente à prisão.

Segundo autoridades, ele negou ter tentado suicídio. De acordo com o porta-voz das autoridades penitenciárias, Singabakho Nxumalo, Pistorius disse aos carcereiros que se machucou ao cair da cama.

Pistorius foi condenado pelo assassinato da namorada, a modelo Reeva Steenkamp, no início de julho. A Justiça concluiu que ele disparou quatro vezes contra a vítima no banheiro da casa onde viviam. Durante a audiência, a defesa do atleta pediu à juíza que ele cumprisse prisão domiciliar por sofrer de depressão severa.

O ex-corredor já tinha sido condenado em 2014 a cinco anos de prisão domiciliar pelo crime, mas, em dezembro do ano passado, a mais alta corte de apelações da África do Sul alterou o veredicto de homicídio involuntário para assassinato.

Pistorius, de 29 anos, teve as duas pernas amputadas abaixo do joelho quando tinha apenas 11 meses de idade, devido a um problema congênito. Ele fez história ao correr nos Jogos Olímpicos de 2012, com suas próteses de fibra de carbono, e se tornou um dos atletas mais reconhecidos do mundo.

KG/efe/lusa/rtr

Leia mais