1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Música

Pioneiro do hip hop alemão, Fanta Vier completa 25 anos

No início acusado de tornar o gênero comercial, quarteto de Stuttgart acabou abrindo caminho para uma nova geração e hoje celebra 25 anos com disco e turnê.

Tudo começou num palco improvisado num jardim da infância em Stuttgart. Lá, em 7 de julho de 1989, o Fantastischen Vier fez seu primeiro show. "Só consigo me lembrar de fragmentos", diz o integrante da banda And.Ypsilon, 25 anos após a estreia. "O palco era improvisado, com um par de estrados empilhados. Eu subi no palco com um toca-fitas, soltando as bases com as batidas."

Cerca de 50 pessoas compareceram àquele primeiro show. Hoje, Thomas D., Smudo, And.Ypsilon e Michi Beck tocam nas maiores casas de shows da Alemanha. O Fanta Vier, como é chamado pelos fãs, já teve quatro álbuns no topo da parada alemã e ganhou cinco prêmios Echo, o mais importante da música alemã, além de diversos outros prêmios.

As bodas de prata foram comemoradas pela banda em março, durante a entrega do Echo, onde eles tocaram 25 trechos de seus sucessos em 250 segundos. 25 também é o nome da música que eles disponibilizaram para download gratuito como parte das comemorações de aniversário da banda.

Como tudo começou

Quando o Fantastischen Vier começou, rap e língua alemã eram uma contradição aparentemente sem solução. O quarteto de Stuttgart – que anteriormente se chamavam The Terminal Team – começou rimando em inglês. No entanto, uma viagem pelos Estados Unidos no final dos anos 1980 convenceu Smudo e Thomas D. que o rap só funciona quando também se entende a mensagem.

28.06.2013 DW popXport Fantastischen Vier

O Fanta Vier provou que o hip hop poderia ser feito de uma maneira divertida e em alemão

Consequentemente, cantando em alemão, eles também adaptaram o vocabulário do rap para sua língua materna. Eles pararam de falar scratching, técnica utilizada pelos DJs para produzir sons movimentando o disco para frente e para trás, e começaram a kratzten Platten (tradução livre do inglês para o alemão, que em português significa algo como "riscar discos").

Em 1992, como que do dia para a noite, a música Die da!? estourou, e a banda se tornou conhecida. A crítica continuava confusa, já que, para ela, as rimas do rap deveriam ser feitas em inglês, cantadas por quem vivia em guetos e vinha de "meios desfavorecidos". A fama possibilitou aos meninos de Stuttgart provar que o hip hop poderia funcionar de uma maneira diferente.

Mas o enorme sucesso trouxe críticas da cena hip hop, então dominantemente alternativa. Em vez de críticas sociais, as músicas do Fantastischen Vier pregavam a diversão, e eles foram acusados de comercializar o hip hop. Até a banda viu o sucesso de forma negativa. "Eu acredito que o sucesso foi algo negativo para nós. Fomos reduzidos a uma música. Éramos uma piada", relembra Thomas D..

Cada vez mais bem sucedidos

Nos anos após o seu rápido sucesso comercial, os quatro rapazes de Stuttgart deixaram as roupas coloridas de lado, mas suas músicas continuaram frequentando o topo das paradas. O sucesso foi coroado em 2000, quando eles gravaram o programa Acústico MTV na caverna Balver, uma das maiores cavernas glacial da Europa, que também é um tradicional palco de festivais e eventos culturais.

Thomas D.

Para Thomas D., a banda é como uma família

Hoje o Fantastischen Vier tem sua própria gravadora, a Four Music, e seus músicos se tornaram uma instituição na cena musical alemã, que sem a faísca inicial da banda seria provavelmente muito diferente. Com seu pioneirismo criativo, que se reinventou diversas vezes nesses 25 anos, o Fanta Vier abriu caminho para rappers bem diferentes, como Max Herre, Prinz Pi e Marteria.

"Chamamos de família"

Os quatro pais de família vivem hoje em diferentes cantos da Alemanha e também têm seus próprios projetos. Mas o Fantastischen Vier continua leal ao seu espírito, à sua música e aos seus fãs. "Chamamos a banda de família", explica Thomas D.. "Vivemos tantas coisas juntos. Passei metade da minha vida com os Fantas e sendo um Fanta. Estamos conectados de uma maneira muito especial", completa.

O Fantastischen Vier lança seu novo disco, "Rekord", em outubro, antes de embarcar numa grande turnê de inverno.

Leia mais