1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

PIB chinês surpreende e se mantém estável

Contrariando expectativas, crescimento de 7% no segundo trimestre repete desempenho dos primeiros três meses do ano. Índice coincide com meta estabelecida por Pequim para 2015, abaixo da média anual da década anterior.

Apesar da recente

instabilidade nas bolsas chinesas

, o crescimento da segunda maior economia do mundo no segundo trimestre deste ano se manteve estável em relação ao período anterior, informou nesta quarta-feira (15/07) a Agência Nacional de Estatísticas da China.

O crescimento alcançado entre os meses de abril e junho – de 7%, na comparação anual – contrariou previsões divulgadas pela Televisão Central Chinesa de que o índice poderia cair para 6,9%.

De acordo com o anúncio oficial, os principais indicadores econômicos mostraram recuperação, indicando assim uma "estabilização e melhoria" do gigante asiático.

O crescimento de 7% nos primeiros dois trimestres de 2015 coincide com a meta estabelecida por Pequim para este ano. Em 2014, a economia chinesa cresceu 7,4% – expansão menor que os 7,7% de 2013 e a mais fraca desde os 3,8% registrados em 1990.

Mesmo que o governo chinês fale em "reequilíbrio", caso for mantido até o final do ano, o índice ficará nitidamente abaixo da média de crescimento anual da última década, de 9,9%.

"Temos de estar conscientes de que as condições econômicas internas e externas ainda são complexas", afirmou o porta-voz da Agência Nacional de Estatísticas, Sheng Laiyun. "As bases para a estabilização da economia da China precisam ser mais consolidadas."

O crescimento relativamente robusto foi registrado apesar de um ano difícil para a China. Dados divulgados nesta segunda-feira mostraram uma queda no comércio exterior na primeira metade do ano. O investimento público, que por anos foi o motor do crescimento chinês, também diminuiu.

Nas últimas semanas, as bolsas chinesas registraram quedas acentuadas. Em resposta, Pequim lançou medidas de combate à especulação que resultaram em

sinais de recuperação

. Nesta quarta-feira, no entanto, o índice geral da bolsa de Xangai (SSE) fechou o dia em queda de 3,03%.

FA/lusa/rtr/afp

Leia mais