1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Brasil

PF detém presidentes da Odebrecht e da Andrade Gutierrez

Polícia Federal inicia 14ª fase da Lava Jato, que investiga corrupção na Petrobras, com foco nas duas grandes construtoras. Cerca de 220 policiais participam da ação, cumprindo 59 mandados judiciais em quatro estados.

A Polícia Federal (PF) iniciou nesta sexta-feira (19/06) a 14ª fase da Operação Lava Jato e deteve os presidentes das construtoras Andrade Gutierrez e Odebrecht – Otavio Azevedo e Marcelo Odebrecht, respectivamente.

O juiz federal Sérgio Moro ainda determinou o bloqueio de contas e investimentos no valor de 20 milhões de reais das contas dos empresários e dos outros executivos presos na operação.

Como parte dessa nova fase da Lava Jato, a PF cumpre 38 mandados de busca e apreensão, nove mandados de condução coercitiva, oito mandados de prisão preventiva e quatro mandados de prisão temporária nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul.

Cerca de 220 policiais federais trabalham na ação, segundo nota da PF. Os presos serão levados para a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, onde permanecerão à disposição da Justiça Federal.

A 14ª fase da Lava Jato investiga crimes de formação de cartel, fraude em licitações, corrupção, desvio de verbas públicas e lavagem de dinheiro, com foco na Odebrecht e na Andrade Gutierrez. As duas companhias figuram entre as mais importantes construtoras do Brasil e atuam em dezenas de países, realizando desde obras para trens e metrôs até represas.

Ambas as empresas, assim como outras 25, são investigadas por suposta participação numa vasta rede de corrupção enraizada na Petrobras. De acordo com a polícia, as construtoras obtinham contratos fraudulentos junto à petroleira, inflavam os valores e as diferenças eram repartidas entre diretores da estatal e partidos políticos que amparavam a corrupção.

LPF/abr/efe

Leia mais