1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Futurando!

Pesquisas indicam que smartphones serão foco de cibercrimes em 2013

Os smartphones estão entre os bens mais adquiridos pelos brasileiros. Mas, junto com o aumento nas vendas, crescem também as ameaças à segurança digital.

As vendas de smartphones cresceram 78% em 2012, segundo um estudo da empresa de análise de mercado IDC. Foram 59 milhões de celulares vendidos, dos quais 16 milhões eram smartphones. O estudo indica que o Brasil ficará atrás apenas de China, Estados Unidos, Japão e Reino Unido na venda desses aparelhos em 2013. Mas, junto com o crescimento da comercialização, aumenta também o número e a sofisticação de cibercrimes relacionados a smartphones.

Um estudo publicado pelo Laboratório da companhia de segurança de software ESET da América Latina mostra que os dispositivos móveis serão o foco dos criminosos virtuais em 2013. O objetivo dos golpes é quase sempre conseguir dinheiro de forma ilícita. De acordo com a pesquisa, os golpes pelo celular se concentram em persuadir o usuário a assinar serviços de mensagens instantâneas (40% das ações), transformar o aparelho em uma rede zumbi (botnet) controlada por criminosos (32%) e roubar informações de smartphones (28%).

China, Rússia e Irã são os países com o mais alto índice de códigos maliciosos em dispositivos móveis. Mas países como Brasil, Peru e México também sofrem com ciberataques. Em comparação com 2011, o número de ataques no Brasil aumentou 12 vezes no ano passado. 

Cavalo de Troia por SMS

O código malicioso mais comum em dispositivos móveis é o Trojan (Cavalo de Troia) SMS. O malware engana os usuários ao se apresentar como aplicativo gratuito. Durante instalação, o usuário concorda com os termos de uso sem prestar atenção e assim ativa o Trojan, que envia três mensagens a partir do celular do usuário. Só depois da instalação, o usuário recebe um SMS dizendo que assinou um serviço "Premium" e que um certo valor será cobrado em sua conta telefônica.

De acordo com a pesquisa do Laboratório da ESET, o Trojan Boxer foi encontrado em 22 aplicativos disponíveis no Google Play. O malware foi identificado em diversos países, entre eles o Brasil.

Dicas de segurança

A Microsoft divulgou recentemente uma pesquisa sobre o comportamento de usuários da internet quanto à segurança, a Microsoft Computing Safety Index (MCSI). O resultado mostra que, apesar de saberem dos riscos, poucos usuários mudam os hábitos no mundo virtual. No quesito dispositivos móveis, o Brasil teve uma boa pontuação. A pesquisa mostra que os brasileiros têm consciência de como proteger o celular de ataques e são proativos.

Proteger um smartphone requer cuidados muito parecidos com os que usamos para computadores. Segundo a pesquisa da Microsoft, alguns quesitos são básicos são: instalar um antivírus e mantê-lo atualizado, usar uma senha para bloquear o aparelho, evitar usar redes abertas de Wi-Fi e desativar Bluetooth e Wi-Fi quando estiver na rua, além de fazer downloads apenas de fontes confiáveis e não clicar em links e propagandas duvidosas.

Como o Futurando 30 mostrou, perder o celular ou deixá-lo cair no chão ainda são formas bastante comuns de perder informações valiosas.