1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Pesquisadores buscam medicamentos em mosteiros brasileiros

Uma equipe de cientistas comandada pelo padre alemão Hermann Josef Roth pretende pesquisar antigas receitas guardadas em mosteiros e centros católicos do Brasil.

A viagem começa na próxima sexta-feira (07/06) e a primeira escala será o Rio de Janeiro. Depois, a equipe segue para Mato Grosso, Salvador, Olinda e Recife. "Essa viagem promete ser um emocionante trabalho de detetive", revelou o padre e naturalista Hermann Josef Roth, que já esteve diversas no Brasil.

O objetivo da empreitada é resgatar receitas e remédios naturais esquecidos em mosteiros, especialmente franciscanos e beneditinos. "Até hoje, o material dos conventos brasileiros nunca foi analisado sob o aspecto da medicina convencional e naturalista", frisou o coordenador do projeto.

Ao contrário dos jesuítas, os arquivos das ordens dos franciscanos, beneditinos e salesianos no Brasil permanecem praticamente intactos e algumas anotações remontam ao tempo de Cristóvão Colombo. Eles encerram um vasto conhecimento da aplicação e uso de produtos naturais que bem poderiam ser resgatados e utilizados pela medicina moderna.

A equipe de profissionais que participa do projeto é formada por especialistas em farmacologia e medicina de conventos. O grupo conta com o apoio da Universidade de Würzburg e de uma empresa alemã fabricante de medicamentos naturais.

Cientista brasileira - A doutora e professora Míriam Falkenberg, do departamento de Farmácia da Universidade Federal de Santa Catarina, é uma das integrantes do projeto. Especialista em fitoterapia e em questões que abordam o uso medicinal de produtos naturais, a chamada "farmácia viva", ela aposta nos benefícios da pesquisa.

"Se o grande potencial da nossa medicina natural for devidamente pesquisado e utilizado de modo racional, acredito que possamos encontrar uma nova e até mais eficaz alternativa para aprimorar o tratamento médico no Brasil e em todo o mundo", garantiu Falkenberg.