PESQUISADOR ALEMÃO SUSPEITA QUE O BRASIL TERIA PROGRAMA NUCLEAR ″PARALELO″ | Escreva sua opinião, comentários, críticas ou sugestões | DW | 15.05.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Sua Opinião

PESQUISADOR ALEMÃO SUSPEITA QUE O BRASIL TERIA PROGRAMA NUCLEAR "PARALELO"

Entre os vários assuntos comentados por nossos leitores esta semana, dois temas se destacaram: as declarações do pesquisador alemão Hans Rühle e a convocação de Cacau para a seleção alemã.

default

Não parece um pouco irresponsável levantar tais especulações sem fundamento algum? O Brasil acabou de assinar um tratado de defesa com os EUA. Será que os norte-americanos já não teriam pressionado mais, caso essa especulação tivesse alguma base? Ou esse artigo é apenas uma tentativa de desqualificar o Brasil nas conversações com o Irã? Por que esse assunto não foi vinculado de forma maciça na imprensa internacional?
Victor Bezerra

Com todo o respeito que o professor merece, essa hipótese soa absurda. O Brasil não tem tecnologia nem capacidade, com as usinas de Angra I e II, de produzir urânio enriquecido acima de 20%. Há alguns anos, houve problema de vazamento em uma das usinas e o governo chegou a cogitar, por pressão popular e política, em desativá-la. Não tem chance nenhuma essa hipótese ou conjectura levantada pelo professor. Se o Lula aceitar beneficiar o urânio do Irã no Brasil, haverá uma gritaria geral política e popular.
Walel Bastos


A questão não é se a suspeita procede ou não. Bomba atômica em si não é bom. É mera vaidade. O grande problema é que esse tal Hans Rühle acaba falando o que os americanos querem, que é controlar todo mundo. Aliás, a Europa está uma vergonha mesmo. Come direitinho na mão dos norte-americanos. Uma vergonha. Veja-se, por exemplo, que ninguém da Europa critica o imenso arsenal norte-americano, porque morrem de medo dos gringos, que se tornaram uma espécie de FBI do mundo. Aliás, os europeus acham que são protegidos pelos EUA contra as bestas-feras do Sul e do Oriente. Uma vergonha estilo "Senhor dos Anéis". Acho que a atual corrida armamentista, liderada pelos EUA, como sempre (o Grande Irmão do Norte), no fundo, no fundo, pelo lado do resto do mundo, é uma espécie de rebeldia contra o "Império Gringo".
Ricardo Wilson Cruz


Se o Brasil não está construindo a bomba, deveria começar a construir já, pois os que já a têm não vão destruí-las. Por que privilégio só para alguns países?
José Roberto Rossi

Nada mais sublime para mim e para o Brasil possuir e dominar tudo o que diz respeito à energia nuclear e à bomba atômica. Que seja tudo verdade o que disse esse alemão sobre isso. Tudo isto que disse o digo somente por mim. Estou querendo crer no que esse camarada disse!
José Jandaia

A suspeita de Hans Rühle tem algum fundamento, pois, segundo o ditado popular, "onde há fumaça, há fogo". Entretanto há outro ditado popular de que "ninguém consegue enganar todos por todo o tempo". A bomba do Brasil, um dia, aparecerá com o Irã e com a Argentina. Assim o negócio é dar tempo ao tempo e esperar maiores evidências. O que é que se há de fazer? Alguém está vendendo a tecnologia!
Nilton Avelino Boeri

Sem nenhum fundamento, nunca foi questionado pelo presidente da república a inclusão na Constituição da vedação à fabricação de armas nucleares. Este pesquisador fala sem conhecimento da realidade brasileira, temerário.
Juliano Neto

Esse Sr. Hans Rühle só pode estar brincando! Mais respeito com o Brasil! Ele sabe muito bem que a Constituição brasileira proíbe a fabricação da bomba. Entendi muito bem a mensagem subliminar. Na verdade querem que assinemos o protocolo adicional do Tratado de Não-Proliferação Nuclear, só que isso não é do interesse do Brasil. As nações que têm ogivas nucleares já se desfizeram das mesmas? Claro que não e nem irão se desfazer, todos sabemos. Todos têm de cumprir com sua parte no Tratado!
Marcos Defont

CACAU NA SELEÇÃO ALEMÃ

Se Cacau foi convocado a jogar na seleção alemã, ele pode e deve lutar pela vitória germânica; é obrigação dele, já que foi a livre opção dele; ele tem sim de honrar a camiseta "tedesca"!
Alfredo Foerster

Você acha que Cacau poderia defender a seleção alemã sem qualquer hesitação numa eventual final contra o Brasil? Sim, com certeza, sem dúvida nenhuma. O Brasil é um país multicultural por natureza. É normal nas Copas também torcermos por outras seleções que apresentam um bom futebol, principalmente em São Paulo, onde há muitos descendentes de europeus, sempre se vê brasileiros nas ruas com camisas de times europeus. Desse modo, adotar outra nação como pátria não é difícil para um país tradicionalmente multicultural que convive com outras culturas desde o nascimento. Com certeza ele representará com vontade e determinação, ainda mais se for contra o Brasil, afinal ele não foi convocado por esta seleção. Cacau terá a chance de mostrar que ele é melhor e isso é o que conta no futebol certo? É como quem torce por um time quando criança e então vira jogador e vai defender outro time. Acontece muito, é normal e saudável!
Helena Kursch

Tenho certeza que o Cacau vai dar um show de bola nesta Copa. Bobo foi o Dunga de não mandar chamá-lo para defender a seleção canarinho!
Angela Pires

Pelo desempenho que mostrou nos últimos meses, Cacau merece mesmo jogar neste próximo Mundial. Pena que não vestirá a camisa de nossa seleção. Mesmo assim torço para que ele brilhe com a seleção alemã!
Paulo Sampaio

Leia mais