1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Pesquisa revela maiores medos dos alemães

Chegada em massa de refugiados preocupa metade dos cidadãos da Alemanha. Crise do euro, terrorismo e desastres naturais também estão entre os principais temores da população do país, aponta estudo.

Metade dos alemães tem medo de que a alta da imigração leve a tensões étnicas, aponta uma pesquisa anual divulgada nesta quinta-feira (03/09). A Alemanha espera receber aproximadamente 800 mil refugiados em 2015.

O grupo alemão de seguros R+V entrevistou 2.400 cidadãos do país sobre seus medos e descobriu que a questão migratória preocupa 49% da população – um aumento de seis pontos percentuais de um ano ao outro. O temor em relação à migração ficou num patamar semelhante ao medo de desastres naturais (53%), terrorismo (52%) e de necessitar de cuidados de enfermagem no fim da vida (49%).

Com comunidades em toda a Alemanha construindo ou criando alojamentos para o crescente número de refugiados, a chanceler federal alemã, Angela Merkel, disse no início desta semana acreditar que o país tenha capacidade de lidar com a onda migratória. Oposição ostensiva à recepção de migrantes foi expressada somente por radicais da extrema direita.

O mesmo grupo de seguros fez uma pesquisa separada sobre as atitudes dos alemães perante a crise do euro. Dois terços dos entrevistados se mostraram preocupados com o fato de o país poder ser prejudicado pelo endividamento excessivo e pela má gestão de países vizinhos da zona do euro.

Esse medo aumentou quatro pontos percentuais e chegou aos 64%, no ano passado, com o fracasso da Grécia em revitalizar sua economia e as consequentes demandas por um terceiro pacote de resgate financeiro. Há 24 anos, a empresa realiza inquéritos sobre os medos da população alemã. A pesquisa mais recente foi realizada nos meses de junho e julho com pessoas acima de 14 anos.

PV/dpa/ots

Leia mais