Pesquisa mostra que 68% dos brasileiros não confiam em Michel Temer | Notícias e análises sobre os fatos mais relevantes do Brasil | DW | 04.10.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Brasil

Pesquisa mostra que 68% dos brasileiros não confiam em Michel Temer

Levantamento revela ainda que apenas 14% da população considera governo Temer bom, já reprovação a modo de governar chega a 55%. Avaliação negativa de presidente cresce em relação à pesquisa realizada julho.

Uma pesquisa divulgada nesta terça-feira (04/10) revelou que 68% dos brasileiros não confiam no presidente Michel Temer e 55% da população rejeita sua forma de governar. O levantamento do Ibope foi encomendado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e realizado no final de setembro.

A pesquisa mostrou que apenas 26% dos brasileiros confiam em Temer e 28% aprovam sua maneira de governar. Essa avaliação piorou em relação à pesquisa anterior, realizada em julho. Como presidente interino na época, ele alcançou índices de aprovação de 31% e 27% de confiança. A reprovação no levantamento passado era de 53% e a desconfiança de 66%.

A pesquisa também revelou que 39% dos brasileiros avaliam o governo Temer como ruim ou péssimo, 34% o consideram regular e apenas 14% acham sua administração boa ou ótima. Essa avaliação mudou pouco em relação ao levantamento de julho, quando 39% dos entrevistados já consideravam o governo Temer como ruim ou péssimo. Houve uma queda percentual do regular, que era de 36%.

O levantamento também comparou as gestões de Temer e da ex-presidente Dilma Rousseff. "Na comparação com o governo Dilma, o percentual que considera que o governo Temer melhor oscila de 23% para 24%. No entanto, o percentual que avalia o governo Temer como pior cresceu de 25% para 31%", destacou a análise.

Para a pesquisa, foram entrevistadas 2.002 pessoas em 143 municípios durante os dias 20 e 25 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos e o nível de confiança 95%.

CN/lusa/abr/ots

Leia mais