1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Sua Opinião

PERSECUÇÃO PENAL E AUSCHWITZ

Dois temas predominaram nos comentários de nossos leitores esta semana: o nazismo e a persecução penal para os que negam o Holocausto.

default

Campo de concentração de Auschwitz

PERSECUÇÃO PENAL

Sim, acho que as leis deveriam ser equiparadas em toda parte para permitir a persecução penal dos que negam o Holocausto.

Ana Carolina Viana Peixoto

Não concordo que as leis devam ser equiparadas em outros países. Acho até que há um certo exagero em sua aplicação na própria Alemanha. É evidente que a Alemanha já pagou e vem pagando um preço muito alto pelo que aconteceu. Me parece que esse excesso de zelo soa mais como uma constante necessidade de autopunição que não tem mais razão de existir. Entendo que o assunto já merece ser esquecido, mesmo porque a nova geração de alemães não merece carregar culpa alguma.

Jose Gustavo Lutz

Já que esta polêmica é levantada com tanta freqüência, não sei por quê, acho que negar ou não o Holocausto não é tão importante, mas sim, verificar o que realmente aconteceu, sem radicalismos, e por pessoas não comprometidas. Senão fatos reais são deturpados, como os que aconteceram em Katyn na Polônia, em que os alemães foram acusados injustamente durante muitos anos de assassinarem oficiais poloneses, mesmo com o conhecimento desde o princípio por parte dos americanos de que foram os russos.

Claudio N. Kremer

Deveriam fazer leis que permitissen a liberdade de expessão, e não leis ditatoriais. Ninguém é obrigado a acreditar naquilo que não quer, isto é ditadura. Por que não se preocupam com a baixa taxa de natalidade?

Emerson Kessler

HOLOCAUSTO
Parabéns à Deutsche Welle por publicar sem esconder nada sobre os horrores do nazismo que a Alemanha de hoje condena, e informar a todos para que este erro não se repita. O nobre povo alemão de hoje e muitos também daquela época não são culpados. No Museu do Holocausto em Jerusalém existem árvores plantadas na Rua dos Justos em homenagem a muitos alemães que salvaram a vida de judeus. Estes museus do Holocausto espalhados pelo mundo têm como única finalidade advertir a humanidade de que isto tudo pode acontecer de novo. Se houvesse museus sobre a Inquisição, o Holocausto não teria ocorrido.

Moises Eli Magrisso

Desde garoto eu tenho interesse pela Segunda Guerra Mundial. Achei este artigo da Deutsche Welle muito bem feito e com uma boa apresentação. É uma boa fonte de informação para que todos possam ter uma idéia desta triste página da história, pricipalmente os mais jovens.

Parabéns pelo trabalho!
José Seabra de Andrade Filho

Poderíamos pensar que o Holocausto foi um fato isolado histórica e geograficamente, mas o genocídio semita foi o marco que resultou de muitas discussões em nível mundial e culminou nos direitos humanos, pesquisas com seres humanos, regulamentados por leis próprias. Eu acho que seria de grande importância e responsabilidade mundial garantir legislação e algum reparo em respeito a um dos povos mais antigos e 'inteligentes' de que já tomamos conhecimento durante a história da humanidade. Meus ascendentes são judeus e sinto que esta discussão é de vital importância!

Isaque Pelegrini

É um relembrar, um relembrar triste. Renascendo das trevas, no dia 27 janeiro de 1945, milhares de pessoas foram libertadas, novidade, triste novidade. Vivenciei no jornal ontem, 26 janeiro de 2005, as atrocidades que sofriam os grupos que se diferenciavam da raça ariana. Foi o maior genocídio do mundo, vocês perceberam que até agora só comentei o que muitos já sabem... Mais triste ainda é lembrar e não poder fazer nada. Isto é mais triste ainda... Queria lembrar da África, onde estão morrendo por dia seis milhões de pessoas de Aids. Será que com os tempos virá a calhar para a África o nome de Auschwitz ou de Birkenau, a segunda Auschwitz.... Como vocês podem ler, é uma observação sobre Auschwitz e África, uma comparação dura, mas com o mesmo fim: a morte.

Loggan

Desde domingo que estou visitando esse site, pois li uma reportagem no Estadão sobre um sobrevivente desse campo nazista (Auschwitz)... Fiquei muito impressionada com tudo isso. Embora já tivesse lido a respeito, não tinha visto fotos do local... Parei para pensar como pode ter havido alguém com tanta maldade no coração... Fiquei triste... e cheguei à conclusão de que, quanto mais conheço os homens, eu prefiro meus animais de estimação...

Claudia M.

Quem for à Alemanha não pode deixar de visitar as cidades natais dos grandes pensadores, eis que Weimar deu ao mundo, além de Schiller, Bach, Liszt e Goethe. A visita à cidade seria justificada somente pelo último. Grande nação, fonte criativa fundamental para a cultura da civilização.

As bestas nazistas não conseguiram com suas ações deletérias apagar a grande contribuição dada através de sua história.

O importante é que o culto povo alemão tenha aprendido a lição para não mais se deixar arrastar por novos monstruosos demagogos que sempre falam para encher o ego dos povos e desta forma tomam o poder político, mas nunca o cultural.

Hugo L. de Góes