1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Perda de dados confidenciais coloca ministro contra a parede

Governo britânico perde dados confidenciais de metade da população do país. Ministro das Finanças afirma que "não há risco" de que os dados sejam usados para fins criminosos.

default

Ministro Darling: explicações insuficientes

Depois do anúncio na última terça-feira (20/11) de que o governo do Reino Unido teria perdido CDs contendo dados confidenciais de aproximadamente 25 milhões de pessoas (quase metade da população do país), o ministro britânico das Finanças, Alistair Darling, encontra-se cada vez mais sob pressão da opinião pública.

Os dois CDs, contendo informações pessoais e fiscais (nome, endereço, dados bancários e de segurança social) de 7,25 milhões de famílias, foram enviados, em outubro último, através do correio interno do ministério e simplesmente desapareceram. Todos os cidadãos que recebem o auxílio do governo dado a menores abaixo de 16 anos possuem seus dados registrados nos CDs.

"Funcionários inexperientes"

A justificativa do ministro se resume a atribuir a culpa pelo ocorrido a "um erro de funcionários públicos jovens". O envio dos tais CDs não foi registrado pelo serviço TNT, responsável pelos serviços de correio dentro do ministério. Segundo Darling, não há risco de que os CDs acabem em "mãos erradas" e sejam utilizados para fins criminosos. O presidente da Receita Federal, Paul Gray, encaminhou seu pedido de demissão na terça-feira (20/11).

A opinião pública reage, porém, com receio de que os dados sejam usados ilicitamente, ao contrário do esperado pelo governo. A oposição criticou a "displicência enorme" do governo e aponta para o fato de que "metade do país" está preocupada com o destino dos dados confidenciais. (sv)

Leia mais