1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Perdão para ex-mordomo do Papa é muito provável, diz Vaticano

Possibilidade é "muito concreta", afirma o porta-voz do Vaticano. Ex-mordomo Paolo Gabriele foi condenado a 18 meses de prisão por roubo e divulgação de documentos confidenciais.

O papa Bento 16 admite perdoar o ex-mordomo Paolo Gabriele, afirmou o porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi. Gabriele, de 46 anos, foi condenado neste sábado (06/10) pelo Tribunal da Cidade do Vaticano a 18 meses de prisão por roubo agravado de documentos confidenciais.

"A possibilidade da concessão do perdão é muito concreta e muito provável", disse Lombardi, sem especificar quando isso poderia acontecer. "O Papa pode conceder a sua graça mesmo que esta não seja pedida formalmente", precisou o porta-voz, acrescentando que o Bento 16 "recebeu as informações sobre o julgamento, o que lhe permite tomar uma posição".

Lombardi, que classificou a pena como "leve" e "justa", precisou que Gabriele permanece em prisão domiciliar, como antes do julgamento. Segundo ele, a defesa tem três dias para recorrer e depois mais três dias para apresentar as motivações do recurso.

Neste sábado, o Tribunal da Cidade do Vaticano considerou o ex-mordomo de Bento 16 culpado de roubar e divulgar documentos confidenciais e o condenou a um ano e meio de prisão. Os documentos foram repassados a um jornalista italiano. Gabriele também terá de arcar com os custos do processo.

AS/afp/lusa/kna/dw
Revisão: Roselaine Wandscheer

Leia mais