1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Pequim retira cidadãos chineses do Vietnã devido a protestos violentos

Manifestações no Vietnã resultaram na morte de dois chineses e em mais de cem feridos. Estopim são as perfurações de petróleo chinesas no Mar do Sul, em região marítima disputada com o vietnamitas.

Neste domingo (18/05), o governo em Pequim retirou de avião do Vietnã 16 chineses em estado grave e evacuou mais de 3 mil, informou a mídia chinesa. Os protestos antichineses no país vizinho já mataram duas pessoas e feriram mais de cem, nos últimos dias.

Segundo a agência estatal de notícias Xinhua, o Ministério dos Transportes da China enviou neste domingo, da cidade portuária de Haikou, cinco navios em direção ao Vietnã, com vista à retirada de outros cidadãos chineses.

O deslocamento de uma plataforma de perfuração em alto-mar para a costa das Ilhas Paracel, disputadas pelos dois países, provocou tensão considerável nas relações entre Pequim e Hanói, resultando, nos últimos dias, em protestos violentos contra instalações chinesas em 22 das 63 províncias do Vietnã.

Mais de 400 empresas pertencentes a chineses ou que empregam mão de obra chinesa foram atacadas ou parcialmente incendiadas, informou o governo vietnamita, que ordenou o endurecimento das medidas de segurança. Pequim emitiu uma advertência de viagem para o Vietnã, devido à "explosão de violência" no país.

Novas manifestações e protestos antichineses foram reprimidos pela polícia vietnamita neste domingo. Unidades da polícia vietnamita formaram um anel de segurança em torno da Embaixada da China em Hanói. O governo vietnamita teme que a violência contra instalações chinesas possa espantar investimentos internacionais, de que o país necessita com urgência.

Décadas de disputas no Mar do Sul

Anti-China-Protest in Vietnam 13.05.2014

Manifestantes carregam bandeira vietnamita em protesto antichinês

A China e o Vietnã brigam há décadas pelas Ilhas Paracel, no Mar do Sul da China. Pequim reclama para si quase toda a região marítima, em cujo subsolo se suspeita existirem grandes reservas de matérias-primas. Entretanto, além do Vietnã também outros países asiáticos, como as Filipinas, reivindicam o seu quinhão.

O conflitou se acirrou no início de maio, quando Pequim deslocou a plataforma petrolífera para as costas do arquipélago. Em resposta, Hanói enviou para o local navios, os quais alegaram ter sido atacados. Por sua vez, Pequim acusa os vietnamitas abalroarem suas embarcações várias vezes.

As perfurações de petróleo provocaram no Vietnã os protestos antichineses mais violentos das últimas décadas. A princípio, Hanói reagiu com reserva: somente no sábado o primeiro-ministro Nguyen Tan Dung ordenou o acirramento das medidas de segurança.

CA/afp/dpa/rtr

Leia mais