1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Pedras no caminho do novo índice

O TecDax, índice de empresas de tecnologia da Bolsa de Frankfurt, estreou mal. Ainda assim, os analistas do mercado financeiro atribuem boas chances ao sucessor do Nemax, o extinto índice do Mercado Novo.

default

Nemax deu lugar ao TecDax

Os reflexos da guerra no Iraque no mercado de ações dificultaram a estréia do TecDax, novo índice de empresas de tecnologia, introduzido nesta segunda-feira pela Deutsche Börse, a operadora da Bolsa de Frankfurt. Até o meio-dia, as perdas somavam sete pontos ou 2%: o índice registrava então 341 pontos e continuou em queda.

Especialistas atribuem as dificuldades iniciais à atual tendência de baixa nas bolsas de valores: "Há muitos indícios de que a guerra no Iraque será longa e difícil", comenta Stefan Chmielewski, da corretora de ações Lang & Schwarz. Enquanto persistir a insegurança, as empresas mantêm-se na retaguarda, protelando decisões sobre investimentos, completa.

O TecDax substitui o Nemax50, o índice do Mercado Novo, que reunia empresas de mídia, tecnologia e internet. Segmento de grande crescimento, com largas margens de lucro em fins da década de 90, o Mercado Novo entrou em depressão a partir do ano 2000, produzindo manchetes sobre escândalos contábeis e falências fraudulentas. Dos 9665 pontos, recorde registrado em março de 2000, o Nemax despencou para 348 pontos na sexta-feira (21/03), uma queda de mais de 96%.

Outras mudanças

Além do TecDax, entraram em vigor nesta segunda-feira outras alterações que visam à recuperação da confiança dos investidores no mercado de ações. O índice Mdax foi reduzido de 70 para 50 ações e aberto também para empresas estrangeiras. Inclui agora, por exemplo, ações da EADS, da Teleplan e da Thiel Logistics. Apenas o DAX, índice das 30 principais ações alemãs, manteve-se inalterado.

Paralelamente à reorganização dos índices, foram introduzidos os segmentos prime standard e general standard. O primeiro exige das empresas o cumprimento de exigências mais severas, tais como a apresentação de relatórios trimestrais. Segundo a Deutsche Börse, 381 companhias já se qualificaram para o prime standard.

Boas chances a longo prazo

Criticado por alguns como resultado de mera reforma cosmética, o TecDax tem, na opinião de muitos analistas, boas chances de vingar. O índice tem vantagens em relação a seu antecessor, sendo mais transparente e sólido, por abranger apenas 30 empresas — algumas das quais incluídas até agora no índice MDax —, analisa Roland Ziegler, do ING BHF-Bank.

Mas os bons resultados não se manifestarão em breve, alerta Stefan Chmielewski. "O TecDax só vai estar em foco quando a tendência na bolsa virar definitivamente." E a recuperação não vai começar enquanto perdurarem a guerra no Iraque e a debilidade na conjuntura econômica mundial.

Leia mais