1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Pedágio para caminhões via satélite

A Alemanha está desenvolvendo um novo sistema de cobrança de pedágio e monitoração de caminhões por satélite. Esse sistema telemático será instalado em 150.000 caminhões, a partir de 1º de setembro de 2003.

default

Novo sistema permitirá controlar tráfego de caminhões nas auto-estradas alemãs

A cobrança de pedágio é uma novidade, pois até agora os caminhões podiam circular gratuitamente nas auto-estradas alemãs. Não haverá cobrança para carros de passeio.

O pedágio custará 12,4 centavos de euro por quilômetro (aproximadamente 43,1 centavos de real) para os caminhões pesando mais de 12 toneladas. O governo espera arrecadar assim 2,8 bilhões de euros por ano.

Para compensar as despesas, os caminhões poderão abater o valor do pedágio do imposto sobre o combustível. O governo reduzirá também a taxa rodoviária e concederá subsídios para a aquisição de caminhões menos poluentes.

Tecnologia da Deutsche Telekom e DaimlerChrysler

Na verdade, este sistema telemático (telemática = telecomunicações + informática) é muito mais do que uma simples cobrança de pedágio. A posição dos caminhões será monitorada pelo sistema GPS (localização global por satélite) e os dados serão usados também para o controle de tráfego e logística.

As empresas de transporte poderão assim monitorar diretamente a posição dos seus caminhões e manter contato permanente com os motoristas.

Do ponto de vista técnico, o sistema está sendo desenvolvido pelo consórcio formado pela operadora Deutsche Telekom e a montadora DaimlerChrysler, em associação com a empresa francesa Cofiroute, administradora de auto-estradas.

O custo global do sistema é estimado em 7 bilhões de euros. As empresas que participam do seu desenvolvimento têm assegurada uma renda anual de 500 milhões de euros, durante 12 anos.

A Deutsche Telekom espera obter lucro de mais de 10 bilhões de euros. A DaimlerChrysler espera conquistar um novo mercado, oferecendo, através do sistema, serviços adicionais aos caminhoneiros e empresas transportadores.

Adiamento

Planejado para começar a funcionar a partir de 1º de setembro de 2003, a instalação completa do sistema de pedágio poderá sofrer adiamento, por causa de problemas na fabricação dos terminais, que serão instalados nos caminhões, e do software de gerenciamento.

Até 31 de agosto os terminais serão instalados em 150.000 caminhões. Mas, no princípio, é possível que a cobrança do pedágio seja feita manualmente até que o sistema automático de cobrança, através dos próprios terminais, entre em funcionamento.

Leia mais