1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Paz no Oriente Médio é objetivo da presidência alemã da UE

Frank-Walter Steinmeier, ministro alemão das Relações Exteriores, viaja pela sexta vez para o Oriente Médio e acentua posição da Alemanha como futura presidente da UE e do grupo de países industrializados (G8).

default

A paz no Oriente Médio é uma das metas da Alemanha na presidência da UE em 2007

Nesta sexta-feira (01/12), o ministro alemão das Relações Exteriores, Frank-Walter Steinmeier, participa do encontro de cúpula dos ministros das Relações Exteriores dos principais países industrializados (G8) e dos países do Oriente Médio, que se realiza no Mar Morto, na Jordânia.

A sexta viagem do ministro alemão das Relações Exteriores ao Oriente Médio reitera um dos objetivos da política externa alemã para 2007.

Uma das metas da Alemanha na presidência do Conselho da União Européia e do grupo dos principais países industrializados (G8) – ambas se iniciam concomitantemente em janeiro de 2007– é fomentar o processo de paz no Oriente Médio.

Steinmeier com a palavra final

Nahost Frank-Walter Steinmeier in Israel bei Zipi Liwni

Steinmeier se encontrará com Zipi Livni em Israel

Sinalizando a futura presidência alemã do G8, o discurso de encerramento da convenção do Mar Morto deverá ficar, provavelmente, por conta de Steinmeier.

Segundo o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Martin Jäger, a atual viagem do ministro servirá para sondar as chances que os progressos diplomáticos têm na região.

Uma série de encontros está planejada após a conferência no Mar Morto. Ainda na sexta-feira, Steinmeier deverá se encontrar, na Palestina, com o presidente Mahmud Abbas. No sábado (02/12), o ministro alemão se reunirá em Beirute com o primeiro-ministro libanês, Fuad Siniora.

Após visitar Chipre, no domingo (03/12), viajando na fragata alemã Brandenburg , que faz parte da missão alemã de patrulhamento da costa libanesa, Steinmeier se encontrará com sua colega israelense, Zipi Livni, e provavelmente com o primeiro-ministro Ehud Olmert, na segunda-feira (04/12) em Israel.

Visita à Síria ainda deverá ser decidida

Bashar Assad

Última visita foi suspensa devido a declarações antiisraelitas de Assad

Uma visita a Damasco, na segunda-feira (04/12), deverá ser decidida neste final de semana e dependerá do desenvolvimento da situação, principalmente no Líbano.

Os esforços da Alemanha no Oriente Médio confirmam as declarações da chanceler federal, Angela Merkel, de setembro último. Na ocasião, ela afirmou que a Alemanha se engajaria ativamente no processo de paz do Oriente Médio durante a presidência da União Européia.

Na semana passada, em telefonema com o chefe de governo libanês, Fuad Siniora, Angela Merkel lhe prometeu total apoio na exigência libanesa de reconhecimento diplomático completo por parte da Síria.

Devido à sua influência no Líbano, a Síria desempenha um papel fundamental no conflito do Oriente Médio. Em agosto passado, o ministro Steinmeier suspendeu uma visita planejada a Damasco por causa das declarações antiisraelenses do presidente sírio, Bashar Assad.

Leia mais