1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Paul Ryan é candidato republicano a vice nos EUA

Deputado de Wisconsin de 42 anos foi escolhido para contra-atacar propostas de Obama na área econômica. Popular entre os conservadores, Ryan é um franco defensor de cortes de gastos públicos.

O republicano Mitt Romney confirmou neste sábado (11/08) o nome do deputado de Wisconsin Paul Ryan como seu companheiro de chapa na corrida pela presidência dos Estados Unidos. O anúncio foi feito durante um evento na base naval de Norfolk, Virgínia.

Aos 42 anos, Ryan foi o escolhido entre outros postulantes ao posto de vice na chapa republicana, como o ex-governador de Minnesota Tim Pawlenty e o senador Rob Portman, de Ohio. Ryan é conhecido por sua franca defesa por cortes nos gastos públicos e de impostos, propostas que o tornaram popular no movimento conservador Tea Party. Ele também desempenha papel importante como presidente do Comitê de Orçamento na Câmara de Representantes.

O anúncio, considerado uma escolha ousada, foi visto como uma tentativa de enfatizar tanto a necessidade de uma nova direção fiscal, quanto as diferenças em relação ao presidente Barack Obama, candidato à reeleição. Com Ryan, os republicanos pretendem ainda atrair os votos da classe média. A ainda frágil economia dos EUA tem sido foco da campanha presidencial.

Apoiadores do Partido Democrata trabalham para passar a ideia de que as propostas de Ryan para a economia preveem cortes drásticos nos programas de saúde do governo voltados para aposentados e os mais pobres. Os adversários querem tachar o candidato a vice como uma escolha imprudente, alguém que poderia repetir as falhas na política econômica do governo George W. Bush.

As últimas pesquisas de opinião mostram uma pequena vantagem de Obama sobre Romney na disputa presidencial, que tem pleito marcado para 6 de novembro.

"Grandeza" norte-americana

Romney apresentou Ryan à multidão de apoiadores como um homem "de caráter e valores". "Com energia e visão, Paul Ryan tornou-se um líder intelectual do Partido Republicano. Ele entende os desafios fiscais que a América enfrenta: nossos deficits explodindo e dívidas esmagadoras, e a catástrofe fiscal que nos espera, se não mudarmos o curso".

Em seu discurso, Ryan prometeu, junto com Romney, resgatar "a grandeza" dos EUA. "Este é um momento crucial na vida de nosso país, e é absolutamente vital que se escolha o homem certo para liderar a América de volta à prosperidade e à grandeza. E este homem é Mitt Romney", bradou o republicano.

MSB/dpa,rtr
Revisão: Augusto Valente

Leia mais