1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Passeata mobiliza 3 mil ultradireitistas em Berlim

Com "Merkel fora" e palavras de ordem xenófobas, neonazistas e outros grupos atravessaram bairro do governo na capital alemã. Opositores tentam interferir e são afastados por policiais com gás lacrimogêneo.

default

Neonazistas atacam governo Merkel

Cerca de 3 mil populistas de direita e outros grupos xenófobos fizeram uma passeata no bairro do governo em Berlim, neste sábado (12/03). Partindo da estação ferroviária central, eles percorreram o trecho até o prédio do Reichstag, onde se localiza a sede do Parlamento alemão, quase chegando ao Portão de Brandemburgo.

O número dos manifestantes superou muito o esperado pelas autoridades. Apenas 200 tinham se cadastrado para o protesto. Além de palavras de ordem contra os alojamentos para refugiados, eles gritavam "Merkel tem que ir embora", "Nós somos o povo" e "Imprensa da mentira".

Berlin Demonstration Neonazis Regierungsviertel Gegendemonstranten

Em menor número, manifestantes contrários: "Nazistas? Não, obrigado"

Entre os grupos claramente reconhecíveis, estavam neonazistas, hooligans e simpatizantes do Pegida (sigla para "Patriotas europeus contra a islamização do Ocidente" em alemão). Eles levantaram a bandeira nacional da Alemanha, da Rússia, dos estados de Brandemburgo e Saxônia, assim como imitações das bandeiras de guerra do regime nazista.

Mais de mil pessoas participaram de um contraprotesto convocado por diferentes partidos políticos, sindicatos, Igrejas, grupos de esquerda e pela Liga Turca. Entre os dizeres das faixas constava: "Asilo é um direito fundamental. Racismo, não".

Cerca de 200 opositores tentaram bloquear a rota autorizada para a passeata de direita, isolada com grades. Eles foram afastados por policiais, que usaram gás lacrimogêneo.

AV/epd/dpa

Leia mais