1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Partido Verde aprova programa eleitoral em convenção nacional

Ecologia e defesa do consumidor continuam prioridade. Meta é obter mais de 8% dos votos nas eleições parlamentares de setembro para prosseguir a coalizão com os social-democratas.

default

Fischer é candidato de ponta do Partido Verde

Foi uma convenção extremamente calma, esta do Partido Verde alemão, em Wiesbaden, no final de semana. Bem diferente dos tempos em que estava na oposição, desta vez houve muita coesão e tranqüilidade, com tempo até para assistir, num telão, aos principais lances da rodada decisiva do futebol.

O carismático ministro das Relações Exteriores, Joschka Fischer, mais uma vez despejou seu charme sobre os correligionários, sendo abraçado e festejado pela cúpula do partido após a mensagem de encerramento.

No próximo período legislativo, o Partido Verde quer continuar se engajando pela equiparação dos direitos da mulher, dos homossexuais e dos estrangeiros. Os 750 delegados já haviam aprovado, no sábado (04), que continuarão aprofundando o imposto ecológico, mas não quiseram se fixar em aumentos concretos.

Oito por oito – Os verdes resumiram seus objetivos em oito pontos e esperam com eles atingir mais de 8% dos votos na eleição alemã de 22 de setembro. No tocante ao meio ambiente, objetivam duplicar até 2006 a produção da energia a partir de fontes renováveis, como sol, água, vento e biomassa. Paralelamente, reivindicam o fim das subvenções ao carvão até 2010.

O uso do transporte coletivo e da bicicleta é outra meta do partido, que na área da defesa do consumidor reivindica um selo de controle ecológico em produtos derivados da pesca.

Além de uma série de planos para o desenvolvimento do mercado de trabalho e de combate ao desemprego, política de familia e de imigração, os verdes defendem o direito de voto a partir dos 16 anos e querem a legalização das drogas leves, como a maconha e o haxixe. Em compensação, pleiteam que sejam proibidos os anúncios de bebidas alcoólicas e de cigarros.

Na política de segurança e externa, pretendem introduzir a exigência da maioria de dois terços no Parlamento para aprovar missões internacionais das Forças Armadas, assim como o fim do serviço militar obrigatório. O programa foi aprovado pela grande maioria dos 750 delegados presentes, mas teve três votos contrários.

No seu discurso de encerramento do congresso, Joschka Fischer encorajou os correligionários a se engajarem na campanha eleitoral para impedirem a ascensão do Partido Liberal, que no governo anterior participou da coalizão de governo com os democrata-cristãos e social-cristãos.

Prefeito verde – Pela primeira vez, uma grande cidade alemã terá um prefeito do Partido Verde. Dieter Salomon venceu o segundo turno da eleição neste domingo em Freiburg, no sul da Alemanha, quase fronteira com a França. Salomon, de 41 anos, recebeu 64% dos votos, enquanto a candidata da União Democrata-Cristã (CDU), Gudrun Heute-Bluhm, ficou com 45%.

Links externos