Partido de Merkel obtém triunfo eleitoral no norte da Alemanha | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 07.05.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Partido de Merkel obtém triunfo eleitoral no norte da Alemanha

Em teste para eleição de setembro, legenda da chanceler federal obtém maioria dos votos no pleito estadual em Schleswig-Holstein, que é governado pelo partido de Schulz. Populistas conseguem entrar no parlamento local.

Deutschland Wahlen Schleswig-Holstein (REUTERS/F. Bimmer)

Partidários da CDU comemoram resultado no estado: partido formará governo

O partido da chanceler federal Angela Merkel obteve obteve um importante triunfo eleitoral neste domingo (07/05), ao conseguir a maioria dos votos nas eleições estaduais em Schleswig-Holstein, no norte da Alemanha. A votação é tida como mais um termômetro para o pleito legislativo de setembro, que definirá o novo chefe de governo do país.

Segundo pesquisas de boca de urna e a projeção das cadeias de TV públicas alemãs, a União Democrata Cristã (CDU) obteve 33% dos votos, contra 26% do Partido Social-Democrata (SPD), do candidato a chanceler federal  e principal rival de Merkel na disputa, Martin Schulz.

Em termos regionais, o resultado é péssimo para a SPD, que governa Schleswig-Holstein desde 2012, em uma coalizão com os Verdes e o SSW, uma sigla local. Com desempenho pior do que o de 2012, a SPD não deve conseguir manter o governo do estado. No total, a CDU deve levar 25 das 69 cadeiras do parlamento local. O SPD deve ficar com 20. 

Essa também é a segunda vez em 2017 que a CDU bate a SPD em eleições regionais. A primeira delas foi em março, no pequeno estado do Sarre. Na ocasião, a CDU levou 35,2% dos votos contra 30,6% da SPD.

No próximo domingo (14/05) será a vez de os eleitores da Renânia do Norte-Vestfália, o estado mais populoso da Alemanha, irem às urnas para escolher o novo parlamento local. A SPD, que governa o estado, aparece tecnicamente empatada com a CDU na maior parte das pesquisas recentes. 

Todos esses pleitos são vistos como um termômetro para medir o potencial do SPD para as eleições gerais e de seu candidato Martin Schulz, cuja nomeação foi acompanha de uma meteórica ascensão nas pesquisas de opinião, permitindo que o partido chegasse temporariamente a ultrapassar os conservadores de Merkel pela primeira vez em mais de uma década. No entanto, pouco mais de três meses após a indicação, o "efeito Schulz" parece ter esfriado, segundo mostram esses resultados regionais.

Populistas ganham força

O resultado em Schleswig-Holstein também marcou uma pequena vitória regional para o partido populista de direita Alternativa para a Alemanha (AfD). Os resultados preliminares apontam que o partido obteve 5,5% dos votos, o suficiente para superar a cláusula de barreira no parlamento local - vai ser a primeira vez que a AfD vai ocupar cadeiras em nível estadual em Schleswig-Holstein. 

Já a Associação dos Eleitores do Sul de Schleswig (SSW), um partido que representa as minorias dinamarquesa e frísia na região, obteve 3,5%. Como a SSW representa minorias, a sigla é isenta de obter o mínimo de 5% para entrar no parlamento. 

A eleição também marca a derrocada local do Partido Pirata, que foi uma sensação na política alemã no final dos anos 2000. O partido tinha seis deputados no parlamento de Schleswig-Holstein e agora deve perder todos os representantes.

CN/JPS/dpa/rtr/afp

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados