1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Partido bávaro tem agora "seu" escândalo de doações

Revista "Stern" acusa partido presidido por Edmund Stoiber de ter declarado receitas obtidas por meio de venda de publicações falsamente como doações de simpatizantes.

default

Edmund Stoiber, governador da Baviera e presidente da CSU

A revista Stern salgou a sopa da União Social Cristã (CSU) logo no início do ano eleitoral. Em reportagem que sairá em seu próximo número e divulgada antecipadamente nesta terça-feira, o semanário acusa o partido presidido por Edmund Stoiber de ter durante anos declarado receitas obtidas por meio da venda de publicações falsamente como doações de simpatizantes. Com isso, a CSU teria recebido indevidamente três milhões de euros (cerca de seis milhões de marcos) em subvenções estatais e, além disso, incitado as pessoas a sonegar impostos.

O secretário-geral do partido, Thomas Goppel, rechaçou as acusações da revista, afirmando que lhes falta todo e qualquer fundamento.

Segundo a revista, de 1994 a 1999 a CSU costumava fornecer comprovantes de doações, em troca da assinatura do jornal do partido, o Bayernkurier, e do serviço de informação Münchner Brief. As receitas, num total de 12 milhões de marcos, foram declaradas ao presidente do Bundestag como doações. De acordo com a legislação, os partidos têm direito a um marco de subvenção para cada dois marcos de doação comprovada.

Para Stoiber, o escândalo chega em péssima hora. O governador da Baviera vem sendo cotado como o mais provável candidato a chanceler federal dos partidos CDU (União Democrata Cristã) e CSU. A CDU, por sua vez, foi sacudida por um nunca esclarecido escândalo de doações ilegais que arranhou consideravelmente a imagem do ex-chanceler federal Helmut Kohl.